Niterói por niterói

Publicado

Prefeitura de Niterói contrata professores de apoio para alunos especiais e promete realizar concurso

Por Sônia Apolinário
| aseguirniteroi@gmail.com
Servidores de Educação denunciaram, em julho, falta de estrutura da rede municipal de ensino; agora, prometem paralisação entre os próximos dias 15 e 17
_MG_0044
De acordo com a SME, contratações vão garantir as “demandas imediatas” da rede. Foto: Prefeitura de Niterói

A Prefeitura de Niterói informou que 70 professores de apoio para alunos especiais tomaram posse no auditório da Secretaria Municipal de Educação, na segunda-feira (1). Os profissionais  vão auxiliar na aprendizagem de crianças com necessidades especiais nas unidades da rede.

De acordo com o secretário de Educação do município, “a Educação de Niterói vai receber, esse ano, muitos investimentos”:

– Além da contratação dos professores de apoio, teremos a contratação de professores, pedagogos e merendeiras. O processo já está em andamento e vai suprir a necessidade da rede. No fim do ano, teremos concurso público para a contratação de professores permanentes. A prioridade é valorizar o profissional da Educação, investir no aluno e manter sua segurança alimentar”, afirmou.

Também na segunda-feira, servidores da Educação de Niterói estabeleceram um “calendário de luta”. A categoria pleiteia, dentre outras coisas,  reajuste salarial pelo Piso Salarial Nacional da Educação (PSPN) que é de 28% contra os 8% oferecidos (e já pagos) pela Prefeitura.

Estão previstas paralisações parciais nos próximos dias 15 e 16 e uma greve de 24h no dia 17. No último dia 12 de julho, professores da rede municipal de Niterói já promoveram uma paralisação de 24h. Na época, denunciaram a falta de estrutura, principalmente, nas Unidades Municipais de Ensino Infantil (UMEI) da cidade.

– Tudo o que se conquistou foi com greve ou paralisação. Essas 70 contratações vão ajudar crianças com algum tipo de deficiência que hoje se encontram em casa, fazendo rodízio para ir para a escola, porque não há professores o suficiente, na rede para atendê-las. Seriam necessários 120 profissionais para suprir a demanda – informou Elisângela Beltrão, diretora da secretaria de finanças do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação do RJ – Núcleo Niterói (Sepe-Niterói).

Leia mais: Consórcio Transnit recebe notificações da Prefeitura de Niterói

De acordo com Lucienne Souza, coordenadora da educação especial da rede de ensino municipal, a contratação dos 70 profissionais “vai garantir as demandas imediatas da rede”. Segundo ela, “Niterói tem uma demanda crescente por educação especial”:

– Esse aumento é o sinônimo de um trabalho de qualidade que vem sendo feito e que está sendo reconhecido pelos usuários da rede”, disse.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COMPARTILHE