Niterói por niterói

Publicado

Niterói teve mais de 2 mil casos de Covid num único dia

Por Redação
| aseguirniteroi@gmail.com
Foram feitos mais de 5 mil testes na quarta-feira (12) e 44% tiveram resultado positivo; o dobro do que a Secretaria de Saúde informou para o ano todo
População caminhando na Gavião Peixoto - Gustavo Stephan
No Painel da Covid, na página da Prefeitura, aparecem 812 casos da doença em 2022.
Niterói teve mais de 2 mil casos de Covid confirmados em um único dia, nos postos de atendimento públicos, sem contar os casos documentados em hospitais, laboratórios e em farmácias. O registro recorde em toda a pandemia aconteceu na quarta-feira (12), mas não aparece nos boletins epidemiológicos divulgados pelo Governo. No Painel da Covid, na página da Prefeitura, aparecem 812 casos da doença em 2022. No controle da Secretaria de Estado de Saúde, a informação, fornecida pelo Município, é de 960 casos, apenas na segunda semana epidemiológica do ano, a SE 2. O número real, no entanto é bem maior, como é possível perceber com as filas nos postos de testagem e a falta de kits nas farmácias.  Na quarta-feira passada, os postos do Município realizaram 5.174 testes e 2.076 apresentaram resultado positivo.
A informação aparece num post da Prefeitura de Niterói no Facebook, que exalta o esforço de testagem no município, com a reabertura do posto de testagem do Campus da UFF, no Gragoatá. Diz a nota, distribuída na quinta-feira: “Ontem (12), também tivemos um grande número de testes da Covid-19 em nossa cidade através do sistema drive thru retomado na Universidade Federal Fluminense (UFF), policlínicas regionais, unidades básicas de saúde e módulos do programa Médico de Família. Foram, no total, 5.174 testes. Entre os testados, 44,18% tiveram o diagnóstico positivo para a Covid-19, o que é um número alto.”
Na verdade, o mais alto de toda a pandemia. O registro dos novos casos de Covid é feito por semanas, pela Secretaria de Estado de Saúde, desde que a Prefeitura suspendeu a publicação dos boletins diários, no auge da pandemia, no ano passado. Nestes gráficos, a  maior incidência da doença foi de 1.619 casos, em abril de 2021 – numero superado pela Ômicron em apenas um dia.
O texto destaca ainda que a vacina tem contribuído para evitar “um drástico aumento no número de internações e casos graves” da doença. E recomenda que os moradores continuem seguindo  “as medidas protocolares de segurança, mantenham o uso correto de máscaras, evitem aglomerações e principalmente, estejam com a vacinação em dia.”

COMPARTILHE