Niterói por niterói

Publicado

Tiroteios explodem em Santa Rosa e Cubango e mostram migração da violência armada

Por Redação
| aseguirniteroi@gmail.com
Bairros registraram a maior quantidade de ocorrências em Niterói no último trimestre, segundo o Instituto Fogo Cruzado
santa-rosa
Santa Rosa teve salto em número de tiroteios. Foto: Prefeitura de Niterói

Dados consolidados do Instituto Fogo Cruzado trazem um novo panorama da segurança pública em Niterói. Depois de meses de guerra do tráfico em comunidades do Fonseca e Ingá, a violência armada tem migrado para outros bairros. Entre agosto e outubro, Santa Rosa e Cubango registraram o maior número de confrontos da cidade.

Leia mais: Niterói teve em setembro número de tiroteios 150% maior do que no mesmo período de 2020

Em três meses, o número de tiroteios dobrou em Santa Rosa, passando de 11 para 22. No Cubango, foram dez registros, e o bairro passou de 13 para 23 ocorrências no trimestre. Os dois bairros agora estão entre os mais violentos da cidade, atrás apenas do Fonseca.

O bairro da Zona Norte, por sua vez, teve no período cinco registros de tiroteios, mas segue no topo da lista da violência armada, depois de ter sido palco de uma guerra do tráfico em maio. Engenhoca, Ingá e Piratininga também registraram cinco tiroteios, cada, ao longo dos últimos três meses.

Veja o ranking dos bairros com mais tiroteios emagosto, setembro e outubro:

  • Santa Rosa 11
  • Cubango 10
  • Ingá 5
  • Engenhoca 5
  • Fonseca 5

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email