Niterói por niterói

Publicado

Quem ainda deve usar máscara? Quando e onde? Veja as recomendações

Por Redação
| aseguirniteroi@gmail.com
Especialistas acreditam que o fim da obrigatoriedade do uso de máscara em ambientes fechados é precipitado
máscara
Foto: Reprodução/Internet

A Prefeitura de Niterói bateu o martelo. O uso de máscara deixou de ser obrigatório em ambientes abertos ou  fechados em Niterói, como fizeram outras cidades como o Rio de Janeiro e São Paulo. A liberação do uso obrigatório da proteção não deve fazer as máscaras desaparecerem da vida dos moradores. O Comitê Científico recomenda o uso para grupos de risco, como idosos e pessoas com comorbidades.

O município recomenda a utilização da máscara em casos especiais, como para imunossuprimidos, gestantes, pessoas com sintomas gripais,  em transportes públicos, em elevadores, em estabelecimentos de saúde assistenciais, como hospitais, farmácias, laboratórios e clínicas entre outros. As instituições de ensino podem decidir sobre o uso do equipamento dentro de suas instalações.

A decisão foi tomada nesta quarta-feira (30), mas passa a valer na sexta-feira, 1º de abril. Apesar do maior controle da pandemia e do baixo índice de ocupação hospitalar, a presença de variantes mais transmissíveis como a Ômicron e a sua sublinhagem, que já é dominante no mundo, ainda preocupa especialistas. Em nota, a Prefeitura ressaltou que a obrigatoriedade da máscara poderá ser novamente convocada caso necessário. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a subvariante BA.2 representa quase 86% dos casos sequenciados. Sendo a máscara a maior barreira de proteção da Covid, junto da vacina, gera-se um alerta se a medida foi acertada ou não.

Leia mais: Niterói volta a ter paciente internado com Covid, mas situação ainda é de controle

Nos casos de risco, a recomendação é do uso das máscaras que oferecem maior proteção. Confira abaixo:

  • Máscara PFF2

É a versão brasileira da máscara americana N95. Oferece uma boa vedação (seu elástico deve ser ajustado atrás da cabeça) e filtragem de 94% para partículas muito pequenas, o que garante a proteção do usuário mesmo que ele entre em contato próximo com o vírus.  Embora os fabricantes recomendem que seja usada apenas uma vez, é possível reutilizá-la.

Indicação: Deve ser usada em ambientes fechados e sempre que houver aglomeração. Neste momento de agravamento da pandemia, é a máscara mais recomendada por especialistas.

Cuidados:

  • Não lave nem passe nenhum produto na máscara;
  • O ideal é comprar algumas máscaras e fazer um rodízio, pois após o uso elas devem ser ventiladas;
  • Pendure a máscara usada em local arejado, em que não haja luz do sol direta, por 3 dias;
  • Não há um período determinado para seu descarte, pois isso depende do uso, mas em geral ela pode ser usada por cerca de 30 dias, desde que em esquema de rodízio;
  • Se ela estiver úmida, coloque-a para secar. Se estiver suja, furada ou com elástico frouxo, descarte-a.

 

  • Máscara KN95

 

É a máscara chinesa equivalente à N95 americana, embora não se adapte tão bem ao rosto porque, diferentemente da N95, seu elástico se prende às orelhas. Oferece uma filtração melhor do que a máscara de pano e a cirúrgica.

Indicação: Se a máscara tiver boa origem, pode ser utilizada em locais em que haja aglomeração e em ambientes fechados, pois garante boa proteção individual.

Cuidados:

  • Verifique a procedência da máscara;
  • A Anvisa fez uma lista das marcas fiscalizadas pela Agência;
  • Ela pode ser reutilizada, desde que esteja íntegra;
  • Para isso, deixe-a pendurada em local arejado, onde não bata sol direto, por cerca de 3 dias antes de reutilizá-la;
  • Não lave nem passe produtos como álcool na máscara;
  • Se ela estiver úmida, suja, furada ou com elástico frouxo, descarte-a.
  • Máscara cirúrgica

 

Apresenta uma filtragem mais eficiente que a máscara de pano e é bastante eficaz em evitar que uma pessoa infectada emita partículas respiratórias que contenham o vírus.

Desvantagens: Não tem um bom ajuste no rosto e, por isso, permite que aerossóis (partículas respiratórias muito pequenas que podem conter o vírus) escapem pelas laterais. Não oferece um bom grau de proteção individual. É descartável.

Indicação: Deve ser usada por todas as pessoas que estejam em um ambiente fechado e para a realização de atividades ao ar livre.

Cuidados:

  • A máscara pode ser reutilizada, desde que esteja íntegra;
  • Após seu uso, deixe-a pendurada em local arejado, longe do sol;
  • Não lave a máscara;
  • Se ela estiver úmida, suja, furada ou com elástico frouxo, descarte-a.

COMPARTILHE