Niterói por niterói

Publicado

Niterói volta a ter paciente internado com Covid, mas situação ainda é de controle

Por Redação
| aseguirniteroi@gmail.com
Cidade zera taxa de ocupação hospitalar de UTIs na rede pública, mas tem pequeno aumento na ocupação de leitos clínicos na rede privada
hospitais
UTI vazia em hospital de Niterói: leitos para Covid sem uso, após vacinação em massa. Foto: Divulgação

Niterói voltou a ter internação de paciente com Covid em UTIs de hospitais particulares. O levantamento, feito pelo Sindicato dos Hospitais de Niterói e São Gonçalo (Sindhleste), mostra que 1 paciente está internado em UTI e 4 estão em leitos clínicos em decorrência da doença. Na semana anterior, a cidade possuía apenas dois pacientes em leitos. Nesta segunda-feira (28), a cidade não tinha mais crianças internadas em hospitais da rede privada, pela segunda semana consecutiva. Há cerca de um mês, no dia 21 de fevereiro, Niterói possuía 28 pacientes internados em quartos e 22 em UTIs.

Leia mais: Niterói pode abandonar máscaras também em locais fechados nesta quarta-feira (30)

No pico da doença, na semana epidemiológica 52, a cidade chegou a ter 226 pacientes internados em UTIs e 243 em quartos. Isso apenas na rede hospitalar privada. No total, eram 469 pacientes internados. Os dados são do portal SIGeo da Prefeitura de Niterói.

O cenário da rede pública também mostra uma tendência de melhora da pandemia. O painel coronavírus da Secretaria Estadual de Saúde (SES) revela que, dos 80 leitos disponíveis, apenas 2 pacientes da cidade estão internados com Covid em quartos, o que representa uma taxa de ocupação de 3%. Na semana anterior, eram 6 pacientes.

Em UTIs, a taxa de ocupação da rede pública hospitalar zerou. A tendência de queda de ocupação acompanha as últimas semanas. Na segunda-feira passada, por exemplo, apenas 2 pacientes ocupavam a unidade de terapia intensiva. Os dados da SES são referentes à última atualização, na sexta-feira passada, 25 de março.

A queda no número de pessoas internadas por complicações da Covid pode ser atribuída a alta cobertura vacinal somada à dose de reforço, que refletem numa queda significativa de testes positivos na cidade.

Fiocruz recomenda cautela

Apesar da melhora, a Fiocruz recomenda a manutenção do uso de máscaras em ambientes fechados, com grande circulação de pessoas, como transportes coletivos, e abertos com aglomerações. No Rio de Janeiro a prefeitura liberou o uso de máscaras; em Niterói, as máscaras ainda devem ser mantidas em lugares fechados, mas nesta quarta-feira (30), a Prefeitura de Niterói reúne o Comitê Científico de assessoramento no combate à Covid para decidir se libera ou não o uso de máscara em locais fechados.

COMPARTILHE