Niterói por niterói

Pesquisar
Close this search box.
Publicado

Programa Nacional de Vacinação começa dia 27 com doses de reforço contra Covid-19

Por Redação
| aseguirniteroi@gmail.com

COMPARTILHE

Em abril será intensificada a campanha de vacinação contra a influenza. Em maio, o foco será multivacinação contra a poliomielite e o sarampo
No intuito de ampliar a cobertura vacinal, o Jardim Zoológico de Brasília e a Secretaria de Saúde do Distrito Federal promovem neste imunização de crianças e adultos que forem visitar o local
O calendário começa com a aplicação de doses de reforço bivalentes contra a Covid-19. Foto: Agência Brasil

Com a aplicação de doses de reforço bivalentes contra a Covid-19, começa no próximo dia 27, o cronograma para 2023 do Programa Nacional de Vacinação. De acordo com o Ministério da Saúde, a partir de abril, será intensificada a campanha de vacinação contra a influenza.  Já em maio, a previsão é que ocorra  uma ação de multivacinação contra a poliomielite e o sarampo nas escolas.

Leia mais: MPRJ ajuíza ação para que Niterói garanta assistência eficaz no III Conselho Tutelar

Em nota, o ministério observou que o Brasil, apesar de ser considerado um país pioneiro em campanhas de vacinação, vem apresentando retrocessos nesse campo desde 2016. Praticamente todas as coberturas vacinais, segundo a pasta, estão abaixo da meta.

Além da baixa cobertura vacinal, o ministério destacou outros problemas: desabastecimento, risco de epidemias de poliomielite e sarampo, além da queda de confiança nas vacinas por parte da população.

“A população precisa ser esclarecida sobre a importância da vacinação e os riscos de adoecimento e morte das pessoas não vacinadas.”, afirmou.

No dia 27 de fevereiro, a aplicação de doses de reforço bivalentes contra a Covid-19 terá como público-alvo:

  • Pessoas com maior risco de formas graves da doença;
  • Pessoas com mais de 60 anos;
  • Gestantes e puérperas;
  • Pacientes imunocomprometidos;
  • Pessoas com deficiência;
  • Pessoas vivendo em Instituições de Longa Permanência (ILP);
  • Povos indígenas, ribeirinhos e quilombolas;
  • Trabalhadores da saúde

Em março, a vacinação contra Covid-19 passa a ser feita também para toda a população com mais de 12 anos, a partir de crianças 6 meses.

O Ministério da Saúde esclareceu que o cronograma de vacinação foi feito em conjunto com representantes do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) e pode ser alterado caso o cenário de entregas dos imunizantes seja modificado ou tão logo novos laboratórios tenham suas solicitações aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Fonte: Agência Brasil

COMPARTILHE