Niterói por niterói

Publicado

Niterói terá Parada do Orgulho LGBTQIA+ neste domingo, depois de dois anos de pandemia

Por Redação
| aseguirniteroi@gmail.com
Evento terá proibição de estacionamento, interdições e implantação de faixas reversíveis a partir do sábado
parada gay
Evento, que acontece neste domingo (07), terá proibição de estacionamento, interdições e implantação de faixas reversíveis já a partir do sábado. Foto: Arquivo

Após dois anos de interrupção devido à pandemia da Covid-19, Niterói se prepara para a 16ª edição da Parada do Orgulho LGBTQIA+, que será realizada neste domingo, 7 de agosto, na Praia de Icaraí. O público esperado para este ano é entre 60 a 80 mil pessoas. Com o mote, “Bota um cropped, reaja e vote!”, a parada quer chamar a atenção para a importância do voto para a defesa da democracia e do estado laico. A fim de garantir a fluidez do trânsito na cidade, a Prefeitura de Niterói, por meio da Niterói Transporte e Trânsito (NitTrans), montou um esquema especial de trânsito, com estacionamento, interdições e implantação de faixas reversíveis.

Leia mais: A fila da Saúde. A longa espera para a marcação de consultas no posto do Vital Brazil

Será proibido estacionar na Rua Miguel de Frias, em ambos os lados, entre a Avenida Alberto Francisco Torres e a Rua Gavião Peixoto. Nas ruas Álvares de Azevedo e Mariz e Barros, o estacionamento será proibido entre a Avenida Alberto Francisco Torres e a Rua Ator Paulo Gustavo. As proibições começam às 22h do sábado (6) e se estendem até as 21h do domingo (7).

A Rua Miguel de Frias receberá a concentração para o desfile a partir das 13h, e ficará interditada ao trânsito entre a Praia de Icaraí e a Rua Gavião Peixoto, até as 17h no dia 07. Já a Rua Tavares de Macedo terá o trânsito interditado no trecho compreendido entre as Ruas Álvares de Azevedo e Miguel de Frias, das 13h às 17h durante o dia do evento. A Praia de Icaraí ficará interditada entre a Álvares de Azevedo e a Rua Mariz e Barros entre 17h e 22h.

As ruas General Pereira da Silva, Presidente Backer, Otávio Carneiro, Belizário Augusto, Lopes Trovão e Oswaldo Cruz, perpendiculares à Praia de Icaraí, ficarão interditadas ao trânsito durante a realização do evento, entre 17h e 22h. Ao todo, 15 operadores de trânsito estarão posicionados nos pontos de conflito para realizarem o ordenamento do trânsito.

Durante a interdição da Rua Miguel de Frias, os ônibus que seguem em direção ao Centro, via Ingá, deverão acessar a Rua São Sebastião por meio da Rua Fagundes Varela. Serão montadas duas faixas reversíveis, contíguas à ciclofaixa, na Avenida Roberto Silveira, entre 13h e 22h, trecho entre a Rua Domingues de Sá e a interseção da Rua Marquês do Paraná com a Rua Miguel de Frias. Cinco operadores de trânsito farão o monitoramento e ordenamento do fluxo de veículos nas faixas reversíveis.

O evento tem o suporte da administração municipal através da Coordenadoria de Defesa dos Direitos Difusos e Enfrentamento à Intolerância Religiosa (Codir), da Secretaria Municipal das Culturas (SMC), da Fundação de Arte de Niterói (FAN), da Companhia Municipal de Limpeza Urbana de Niterói (Clin), da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (Seconser), da Secretaria de Ordem Pública de Niterói (Seop) e da Niterói Transporte e Trânsito (NitTrans). A saída da marcha está prevista para às 17h, em frente à reitoria da UFF, com a participação de quatro trios elétricos.

Trios elétricos

Os trios elétricos que irão participar do desfile da parada LGBTQIAP+ chegarão pela Av. Feliciano Sodré e seguirão pela Av. Rio Branco em direção a Icaraí. Estes serão escoltados por viaturas da NitTrans e deverão acessar a Rua da Conceição passando por um trecho que é contra mão, entre a Av. Amaral Peixoto e Rua da Conceição. Após, os carros passarão pela Rua Dr. Celestino, Av. Marquês do Paraná, chegando à Rua Miguel de Frias, local de concentração do evento.

Já a Clin apoiará com 25 funcionários, pipas de água de reuso, varredeiras, 20 contêineres de lixo e caminhões compactadores. A equipe entrará em ação durante o evento e imediatamente após o término da parada. Já a Seconser montará uma base de suporte para ocorrências gerais na Praça Getúlio Vargas. A Guarda Municipal   atuará na área do evento mantendo o ordenamento com o apoio de viaturas fixas e móveis.

COMPARTILHE