Niterói por niterói

Publicado

Niterói já opera com novas linhas de ônibus

Por Redação
| aseguirniteroi@gmail.com
Linha 62A, que liga o bairro do Caramujo a Charitas, será extinta
ônibus transoceânico
Linhas que circulam pela TransOceânica terão que reduzir o intervalo entre os ônibus. Foto: Sônia Apolinário

Com a promessa de reduzir o tempo de espera dos ônibus para os usuários, a Prefeitura de Niterói promoveu uma reorganização nas linhas municipais, já em vigor nesta segunda (30). A medida foi adotada para fazer frente à redução da oferta de ônibus em diversas linhas da cidade, que circulam com menor frequência e provocam a superlotação dos ônibus. O transporte público tem sido alvio de críticas recorrentes dos moradores nas redes sociais.

Uma das principais alterações acontecerá na linha Oceânica 3 (Engenho do Mato-Centro), que deixará de passar pelas avenidas Roberto Silveira, Marquês de Paraná e Amaral Peixoto e chegará ao terminal Rodoviário João Goulart via Praia de Icaraí e Ingá. Faz parte das alterações terá seu intervalo de circulação reduzido de 15 para 7 minutos.

De acordo com o secretário municipal de Urbanismo e Mobilidade, Renato Barandier, o trajeto dessa linha foi alterado por conta de uma pesquisa feita com os usuários de ônibus na Região Oceânica. O que se identificou, segundo ele, foi que 70% das pessoas que utilizam o transporte público têm como destino final a Praia de Icaraí, o bairro do Ingá e o ponto em frente ao Plaza Shopping.

– Essa mudança cria uma linha de desejo desse público, que terá uma opção no Corredor Transoceânico passando por Icaraí – explicou Barandier.

Ele informou que, “como contrapartida pela mudança”, os consórcios voltarão a circular com 100% da frota pela TransOceânica. Com isso, a Linha Oceânica 1 (Piratininga-Centro) terá que circular com intervalo de 10 minutos e a Oceânica 2 (Itaipu-Centro), reduzirá seu intervalo de 15 para 10 minutos.

Outra mudança em ônibus que circulam pela Região Oceânica de Niterói envolve as linhas 52A (Baldeador-Charitas) e 54 (Sapê-Piratininga). Ambas passarão a circular apenas em dias úteis e em horários de pico (de 5h às 10h e de 16h às 20h). Nos demais horários, a recomendação da Prefeitura é que os usuários façam a integração utilizando o Bilhete Único Municipal, que permitirá fazer o trajeto pagando uma única passagem “com um menor tempo de espera”. O trajeto é coberto pelas linhas 35, 38A e 36 e 39A.

Com a reorganização dos ônibus, a linha 57, que liga Santa Rosa ao Centro via Fagundes Varela passará a ser circular: saindo do terminal rodoviário João Goulart, vai passar pela Rua Fagundes Varela e retornar ao Centro via Rua Miguel de Frias, Praia das Flexas e Ingá. Segundo Barandier, além de reduzir a sobreposição de linhas que hoje chegam ao Centro pela Rua Mario Vianna, em Santa Rosa, a mudança reduzirá o tempo de espera de quem mora na Fagundes Varela – que só é atendida pela linha 57 – de 40 minutos para 20 minutos.

A linha 62A, que liga o bairro do Caramujo a Charitas, será extinta. Seus ônibus serão distribuídos pelas linhas 26 e 26A. A medida, de acordo com Barandier, vai diminuir o tempo de espera nas saídas de ônibus do Caramujo de 40 para 20 minutos. Os usuários da linha 62A poderão utilizar a linha 62B ou fazer baldeação até a Alameda para pegar a linha 62, pagando apenas uma passagem caso utilizem o Bilhete Único Municipal.

“O reforço nas linhas que ligam o bairro ao Centro é uma reivindicação dos moradores do Caramujo. Com essa alteração, poderemos diminuir o intervalo de viagens até o Centro sem deixar de atender o público que se desloca para a Zona Sul, que seguirá tendo a opção das linhas 62 e 62B”, afirmou o secretário.

A linha 48, que liga o Rio do Ouro ao Terminal Rodoviário João Goulart, no Centro, também sofrerá mudanças. A partir do próximo sábado (04/06), a cada três ônibus que saírem do ponto final no Rio do Ouro, um passará a circular com a linha 48SP (Serviço Parcial), fazendo o retorno em Icaraí. O objetivo “é trazer mais regularidade para os horários da linha” que, de acordo com a Prefeitura, tem um dos itinerários mais extensos da cidade.

“Essa linha passa por quatro regiões da cidade, o que cria problemas para se manter uma regularidade de horários. Com esse retorno operacional em Icaraí, conseguimos reduzir tempo de trajeto e fazer mais viagens usando a mesma frota, mantendo o intervalo de circulação em 10 minutos”, explicou  Barandier.

Ele informou que a Secretaria Municipal de Urbanismo e Mobilidade estuda a criação de uma faixa exclusiva para ônibus na Rua Sete de Setembro, em Icaraí, no trecho entre as ruas Nóbrega e Gavião Peixoto. O objetivo, “é melhorar a fluidez do trânsito no local, por onde circulam seis linhas de ônibus, sendo quatro intermunicipais”.

Segundo Barandier, após conversa com comerciantes da rua, a secretaria optou por iniciar, neste primeiro momento, a restrição dos horários de estacionamento na via. Após um período de teste, será avaliada a instalação definitiva ou não da faixa exclusiva.

Fiscalização

Na próxima segunda-feira (30), a Prefeitura inicia uma ação com os agentes de trânsito, que ficarão em pontos estratégicos na Av. Roberto Silveira e Av. Alameda São Boaventura durante todo o dia, intensificado a participação nos horários de maior fluxo (entre 7h e 10h e entre 17h e 19h30). O objetivo é “coibir as irregularidades que vêm acontecendo nessas vias”. Os agentes vão autuar os veículos que estiverem utilizando as faixas seletivas de forma irregular. Esta fiscalização foi interrompida durante o período da pandemia da Covid-19.

Bilhete Único Municipal 

O Bilhete Único de Niterói foi criado em 2011 pela Lei n° 2.851/2011 e sua aquisição é vinculada ao CPF do usuário. Utilizando o Bilhete Único de Niterói, os passageiros de linhas municipais pagam apenas uma tarifa para usar dois ônibus em sequência, dentro do intervalo de duas horas entre o primeiro e o segundo embarque.

O benefício também pode ser obtido na viagem de volta, mas é preciso esperar o intervalo mínimo de três horas entre um e outro deslocamento, ou serão cobradas passagens integrais. Depois da segunda utilização, o desconto só vai estar disponível no dia seguinte.

O Bilhete Único Municipal é um benefício que pode ser utilizado pelos usuários de linhas municipais da cidade e deve ser habilitado para utilização em qualquer cartão Riocard Mais vinculado a um CPF. O usuário que já possui um cartão Riocard Mais e deseja habilitar o benefício do Bilhete Único Municipal deve acessar o site cartaoriocardmais.com.br/paravoce, realizar o login, clicar em “Cartões” e “Cadastrar Cartões”. O próximo passo é digitar o número do cartão, do chip e CPF. Depois, basta ir ao menu “Usuários”, acessar “Consulta e Alteração”, selecionar o usuário desejado e em “Alterar”. Em seguida, clicar em “Reutilizar cartão cadastrado”, selecionar o número do cartão e “Confirmar”.

Quem já possui o benefício do Bilhete Único Intermunicipal está automaticamente habilitado para o Bilhete Único Niterói. Os usuários que ainda não possuem o cartão Riocard Mais podem adquirir na loja de atendimento ao público que fica no Terminal Rodoviário João Goulart, no Centro de Niterói.

Leia mais: A rotina da espera pelo ônibus em Niterói

COMPARTILHE