Niterói por niterói

Publicado

Anvisa aprova vacina CoronaVac contra Covid-19 para crianças de 3 a 5 anos

Por Redação
| aseguirniteroi@gmail.com
Prefeitura do Rio de Janeiro começa a vacinação contra a doença, em crianças de quatro anos, na sexta-feira, dia 15, e nas de três anos, na quarta-feira, 20. Em Niterói ainda não há previsão
vacinação criança dia 2.2
Até o momento, a vacina contra Covid estava sendo aplicada em crianças de 5 a 11 anos de idade. Foto: arquivo Prefeitura de Niterói

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a aplicação emergencial da vacina CoronaVac contra a Covid-19, em crianças de 3 a 5 anos de idade. O imunizante é produzido pelo Instituto Butantan.  A decisão foi tomada nesta quarta-feira (13).

Durante reunião da diretoria colegiada, em Brasília, por unanimidade, a agência seguiu recomendação das áreas técnicas e autorizou a imunização com duas doses da vacina, no intervalo de 28 dias. A aprovação vale somente para crianças que não são imunocomprometidas.

“Vacinar crianças de 3 a 5 anos contra a covid-19 pode ajudar a evitar que elas fiquem gravemente doentes se contraírem o novo coronavírus”, explicou a diretora da Anvisa a diretora Meiruze Souza Freitas.

Rio de Janeiro

Apesar de ainda não ter sido divulgado, pelo Ministério da Saúde, um prazo para a utilização do imunizante, no plano nacional de vacinação, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, informou, por intermédio das suas redes sociais, que, no município que administra, a vacinação para crianças de quatro anos começa na próxima sexta-feira (15). Prometeu, também, chegar às de 3 anos na semana que vem.

Assim, no Rio de Janeiro, a vacinação das crianças de 4 anos está prevista para acontecer nos dias 15, 16, 18 e 19 de julho. Nos dias 20, 21, 22 e 23 será a vez das crianças de 3 anos ou mais.

A Seguir Niterói consultou a Prefeitura de Niterói sobre previsão de data para aplicação da vacina contra Covid-19 em crianças de 3 a 5 anos de idade, na cidade. Até o fechamento desta edição, não obteve retorno.

A vacinação de crianças de 5 a 11 anos de idade já era possível desde janeiro. Nesse caso, são aplicados os imunizantes da Pfizer (versão pediátrica) e a própria CoronaVac.

Leia mais: Estudo da Fiocruz Amazônia identificou aumento de 74% na mortalidade por Covid entre crianças de 5 a 11 anos que não se vacinaram.

A CoronaVac foi a primeira vacina contra Covid-19 aplicada no Brasil, em 17 de janeiro de 2021, e é produzida a partir de um acordo entre o Instituto Butantan e a farmacêutica chinesa Sinovac, que desenvolveu o imunizante.

A vacina já foi aprovada em 56 países e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e teve cerca de 1 bilhão de doses aplicadas no mundo.

Estudos

De acordo com a Anvisa, a decisão de liberar a CoronaVac para crianças entre 3 e 5 anos foi baseada em “diversos estudos nacionais e internacionais sobre a eficácia da vacina em crianças”.

As pesquisas foram realizadas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e Instituto Butantan, além de entidades internacionais. Também foram levados em conta pareceres de sociedades médicas e das áreas de farmacovigilância e de avaliação de produtos biológicos da Anvisa.

Um dos estudos clínicos, feito no Chile, mostrou efetividade de 55% da CoronaVac contra a hospitalização de crianças que testam positivo para a covid-19.  Além disso, as crianças que participaram dos estudos clínicos apresentaram maior número de anticorpos e menos reações à vacina em relação aos adultos.

No Brasil, outros dados revelaram que as reações graves após a imunização foram consideradas raras e raríssimas. A conclusão foi obtida após análise de 103 milhões de doses aplicadas no país.

Leia também: Não é gripe, é Covid. Fiocruz mostra que doença aparece em 80% dos casos de síndrome respiratória

Com Agência Anvisa e Agência Brasil

COMPARTILHE