Niterói por niterói

Lupulinário

Por Sônia Apolinário

Sônia Apolinário é jornalista tendo trabalhado nos principais jornais do país, sempre na área de Cultura. Também beer sommelière, quando o assunto é cerveja e afins, ela se transforma na Lupulinário.
Publicado

Vida longa à cerveja brasileira

A cervejaria Canoinhense e seu bar anexo. Foto: Reprodução Internet

Estamos no mês da Cerveja Brasileira. Isso porque, a data que se convencionou celebrá-la é o dia 5 de junho. Essa comemoração foi instituída em 2012, na verdade, para homenagear o mestre cervejeiro que, até o ano anterior, era o mais antigo em atividade no Brasil: o catarinense Rupprecht Loeffler.

Ele faleceu aos 93 anos e, desde a sua adolescência, trabalhava na Cervejaria Canoinhense, na cidade de Canoinhas, em Santa Catarina. A microcervejaria foi criada pelo seu avô Otto Bachman, em 1908. Foi com o pai, também chamado Otto, que Rupprecht aprendeu a fazer cerveja. Atualmente, a viúva Gerda segue administrando a cervejaria – que fica na Rua 3 de maio, 222, no Centro de Canoinhas, mas quem produz a bebida são dois dos seus funcionários mais antigos.

Tudo por lá é feito de forma manual e a receita é a mesma que está na família há quatro gerações, com os tonéis de carvalho que o avô Otto trouxe da Alemanha. A produção segue a lei alemã de pureza da cerveja (Reinheitsgebot), ou seja, a bebida é feita apenas com água, malte, lúpulo e levedura, sem adjuntos.

A produção média é de 1.300 litros de cerveja por mês. Há muitos anos, a Canoinhense produz os mesmos quatro rótulos: Jahu (Blond Ale), Nó de Pinho (Schwarzbier), Mocinha (American Amber Ale) e a Malzbier .

Reza a lenda que Rupprecht, que era chamado de “Seu Lefra”, bebia dois litros de cerveja por dia.

Pelo Brasil

De acordo com o último levantamento feito pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o Brasil tem 1.383 cervejarias registradas (dados de 2020), ou seja, fábricas – as marcas ciganas não precisam ter registro porque produzem em uma dessas fábricas devidamente registradas, o que dificulta a “contagem” total de marcas ativas no mercado.

De acordo com o Anuário da Cerveja 2020, existe pelo menos uma cervejaria em todos os estados brasileiros. Porém, 80% delas estão nas regiões Sul e Sudeste, sendo que São Paulo tem o maior número de estabelecimentos (285), seguido pelo Rio Grande do Sul (258) e por Minas Gerais (178). O Rio de Janeiro está em sexto lugar com 101 cervejarias.

PS: o dia internacional da cerveja é celebrado na primeira sexta-feira do mês de agosto que, em 2022, será no dia 5.

Seu Lefra. Foto: reprodução Wikipédia

Leia mais: Não abandone a cerveja no frio

COMPARTILHE