Niterói por niterói

Publicado

Vilão da inflação da gasolina e do gás, petróleo dará megaorçamento a Niterói em 2022

Alta do petróleo despejará R$ 600 milhões a mais na conta dos royalties; Prefeitura terá orçamento de R$ 4,346 bilhões – 24% acima deste ano
Royalties do petróleo garantem orçamento de Niterói. Foto- divulgação
Royalties do petróleo garantem orçamento de Niterói. Foto: divulgação

A conta dos royalties do petróleo é a maior responsável pelo aumento do orçamento da Prefeitura de Niterói em 2022. A rubrica representa a principal fonte de receita do município, mais de um terço de tudo o que arrecada. Com o aumento no preço internacional do barril de petróleo, a estimativa é de um aumento de 42% na arrecadação, mais de R$ 600 milhões.

De acordo com a mensagem enviada pelo Prefeito Axel Grael com a proposta do orçamento para 2022 para a análise e votação da Câmara, Niterói passará de um orçamento de R$ 3,508 bilhões para R$ 4,346 bilhões (aumento de 24%), o segundo maior do estado, atrás apenas do Rio de Janeiro. A recuperação da atividade econômica também resultará em aumento nas receitas de impostos como ISS, ICMS e ITBI.

Para efeito de comparação, o orçamento de São Gonçalo, este ano, foi de 1,450 bi, numa cidade que tem o dobro da população de Niterói. Em Nova Iguaçu, somou R$ 1, 454 bi. Nem mesmo Caxias, que concentra um polo industrial, tem arrecadação tão importante: R$ 2,245 bi, este ano.

Perde e ganha

O aumento do preço do petróleo, que sobe duplamente, pela alta da cotação internacional do barril e pela disparada do dólar, tem sido a maior dor de cabeça do brasileiro – e, claro, do morador de Niterói. A gasolina tem uma das maiores cotações do país, vendida em alguns postos da cidade a R$ 6,999 e o bujão de gás já custa R$ 100 ou mais. A inflação dos combustíveis reflete ainda na alta generalizada de preços, especialmente dos transportes e da alimentação.

O aumento da receita dos royalties, por outro lado, é boa notícia para Niterói. E se não vai melhor diretamente as contas dos moradores, dará recursos para o município ampliar investimentos. O governo prevê aumentar gastos nas áreas de saúde e educação e reservou R$ 389 milhões para investimentos, incluindo o programa de obras anunciado para estimular a retomada da economia. Na proposta da Prefeitura, haverá saldo em conta para a redução da dívida pública.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email