Niterói por niterói

Publicado

Uso de máscara deixa de ser obrigatório em espaços abertos de Niterói

Por Redação
| aseguirniteroi@gmail.com
A obrigatoriedade continua em locais fechados; para os grupos de risco, a recomendação do uso do equipamento de proteção permanece
mascara
O Secretário Municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, o Prefeito Axel Grael e o secretario executivo da Prefeitura Bira Marques fazem anúncio em transmissão ao vivo. Foto: Reprodução Prefeitura de Niterói

Dois anos após o começo da pandemia de Covid em Niterói, o  Prefeito  Axel Grael anunciou nesta sexta-feira (11) que está suspenso o uso obrigatório de máscaras nos espaços abertos do município. A medida, já adotada na capital do Rio de Janeiro e em outros municípios do país, foi tomada após reunião com o comitê científico consultivo da Prefeitura, realizada nesta sexta.

O Prefeito e o Secretário de Saúde, Rodrigo Oliveira, expuseram a situação atual da pandemia em Niterói, com baixa taxa de testes positivos de Covid (menos de 3%) e de internações de pacientes contaminados, para em seguida anunciar as mudanças no chamado “novo normal”.

A máscara ainda continuará  obrigatória nos locais fechados e seguirá  recomendada para a população de risco.  Também bares, boates, casas de festas e de shows terão nova flexibilização, podendo passar a funcionar com 100% de sua capacidade. A exigência do passaporte vacinal, porém, continua sendo aplicada.

No pronunciamento em redes sociais, o Secretário de Saúde destacou a ampla cobertura vacinal da população adulta de Niterói, mas deu a entender que a imunização de crianças e adolescentes ainda deixa a desejar, sem apresentar dados estatísticos.

O decreto da suspensão da obrigatoriedade do uso de máscaras em locais abertos será publicado no Diário Oficial deste sábado (12).

“Esse decreto vai estabelecer que a gente vai poder ficar sem máscaras, mas apenas nos espaços abertos e com algumas preocupações importantes”, disse o Prefeito.

O cenário é positivo na saúde, de acordo com o Secretário Rodrigo Oliveira. Niterói segue com tendência de forte redução do número de casos, testes de positividade em queda, com menos de 3% dos resultados positivos para Covid-19. A mortalidade e o número de pessoas internadas na rede municipal de saúde também têm apresentado redução importante, segundo o secretário.

“Na última semana a gente não internou ninguém por Covid. Isso comprova um cenário de estabilidade e melhora do contato da Covid em Niterói. É muito importante destacar a cobertura vacinal. A gente tem uma das melhores coberturas de primeira dose e a dose de reforço para idosos está excelente”, avalia Rodrigo, que reforça:

“Ainda podemos melhorar o quadro da vacinação de crianças. Para a população adulta a gente tem um espaço de melhora para a dose de reforço. Vacinação não é uma decisão individual”, reforça.

Estavam presentes na reunião Antonio Cláudio da Nóbrega, coordenador do Comitê Científico da cidade, professor e reitor da Universidade Federal Fluminense (UFF), Aluísio Gomes da Silva, médico sanitarista e professor da UFF, Roberto Medronho, médico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e o secretario executivo da Prefeitura Bira Marques.

Veja os principais pontos do decreto:

  • Está suspensa a obrigatoriedade do uso de máscara exclusivamente em locais abertos. Nos locais fechados, continua obrigatório o uso do equipamento.
  • O uso de máscara em qualquer local continua sendo recomendado para pessoas do grupo de risco (imunossuprimidos, idosos e gestantes).
  • Nos estabelecimentos educacionais, nos espaços abertos e para realização de exercícios físicos, não há obrigatoriedade do uso de máscara. No entanto, dentro da sala de aula e em outros locais fechados, o uso é obrigatório.
  • Está permitido o funcionamento de casas noturnas, pubs, boates com até 100% da capacidade, mantendo a obrigatoriedade da apresentação do esquema vacinal completo.
  • A realização de grandes eventos com 100% da capacidade também está liberada, também com o passaporte da vacina.
  • Permanece obrigatória a comprovação de vacina para todos os ambientes já definidos anteriormente no Niterói Novo Normal.

 

COMPARTILHE