Niterói por niterói

Publicado

‘Um site que faz a diferença e ama, defende e respeita a nossa cidade’

Por por Luiz Antonio Mello*
Jornalista, escritor e radialista, Luiz Antonio Mello lembra que o A Seguir: Niterói nasceu na começo da pandemia, ‘atendendo à voracidade do niteroiense em consumir notícias’
Luiz Antonio Mello, um jornalista também apaixonado por Niterói. Foto Divulgação

Em seu primeiro ano de existência, o jornalismo profissional de A Seguir: Niterói enfrentou três duras provas. Nasceu no início da maior pandemia já registrada desde a Gripe Espanhola de 1919, no começo de uma campanha eleitoral para prefeito e vereadores e no meio de um tsunami de notícias falsas sem precedentes.

Tudo isso numa cidade atípica.

Saiba mais sobre o primeiro ano do site A Seguir: Niterói

Niterói é uma das poucas no Estado do Rio que não possuem uma emissora de rádio e uma TV local. Somos mais de meio milhão de pessoas que herdamos dos tempos do Império e da saudosa condição de antiga capital do Estado do Rio o hábito de ler, ouvir, presenciar notícias. Não é exagero dizer que o niteroiense de raiz é viciado em notícias.

A Seguir: Niterói está atendendo à voracidade deste niteroiense em consumir notícias ao oferecer profissionalismo, ética e equilíbrio. O jornalista nos tempos de hoje lembra os surfistas de trem dos anos 1980, no teto da composição em alta velocidade entre o risco de morrer eletrocutado pelos cabos de energia a poucos metros da cabeça ou o de cair nos trilhos. Trabalhamos com uma espada na cabeça.

Numa cidade que já teve jornais diários, mais de 30 jornais semanais gratuitos, emissoras de rádio, cabe aos sites suprir com notícias verdadeiras um leitor cada vez mais exigente e implacável que já percebeu, de cara, lá atrás no começo, que A Seguir: Niterói é independente, não funciona deitado em verbas públicas ou privadas que, em geral, oferecem blindagem e proteção em troca, algumas (?) vezes omitindo e distorcendo a verdade.

Além disso, A Seguir: Niterói nos brinda com reportagens diferenciadas, bonitas, arejadas, com fotos de extremo bom gosto e, o que é mais importante, é bem escrito, o texto é ótimo, o português… que beleza de português!

Vida longa ao site que faz a diferença e, nitidamente, ama, defende e respeita a nossa cidade.

*Luiz Antonio Mello, jornalista, escritor, radialista, diretor da Radio LAM, colunista de A Tribuna, presidente da Fundação de Artes de Niterói (FAN) entre 1989 e 1998, diretor do Teatro Municipal de Niterói de 2010 a 2012, colunista da Bandnews FM (Cultura) e do Jornal de Icaraí (crônicas). Niteroiense de coração com 66 outonos nas costas.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email