Niterói por niterói

Publicado

UFF vai retormar aulas presenciais em Niterói a partir de 28 de março

Por Redação
| aseguirniteroi@gmail.com
Modelo aprovado pelo Conselho da universidade prevê também aulas online, num sistema híbrido
UFF está entre as melhores univesidades do Brasil. Foto- Divulgação
A reitoria da UFF, em Icaraí: começo de volta à normalidade depois de dois anos de pandemia

Depois de quase dois anos, o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFF (CEPEx) aprovou a resolução que estabelece os critérios para a volta das aulas presenciais, em alguns cursos, a partir do próximo dia 28 de março.

A decisão, segundo a UFF,  faz parte do processo de transição planejada, gradual e segura, que tem sido discutido com diferentes segmentos da universidade, e está alinhada com as diretrizes do GT-Covid da UFF.

Vão continuar obrigatórios o uso de máscaras e a comprovação vacinal para a circulação nos campi e para a retomada das atividades presenciais.

Para o reitor da UFF, professor Antonio Claudio Lucas da Nóbrega, o momento é ainda de cautela, mas representa acima de tudo um recomeço.

– Esta é uma resolução muito importante construída em muitas mãos para garantir a missão da UFF e também a segurança das pessoas. Estamos organizando toda infraestrutura para receber a comunidade acadêmica com muito entusiasmo. Estávamos todos ansiosos por este momento de reencontro, que é um diferencial para o ensino, a aprendizagem e o desenvolvimento estudantil e acadêmico – disse o reitor.

E completou:

– As ações de Assistência Estudantil como o Bandejão e o Busuff também estão retornando para dar apoio aos estudantes em situações de vulnerabilidade econômica. A inclusão social é uma prioridade para nós, sabemos o quanto a pandemia impactou a vida de todos. É momento de reencontro e recomeço.

As atividades dos cursos presenciais de graduação da UFF poderão ser ofertadas em dois modelos distintos: presencial e presencial mediado por tecnologias.

No primeiro caso, considera-se todo desenvolvimento de atividades de ensino, aprendizagem e avaliação que envolvam a presença do estudante dentro ou fora dos espaços de aprendizagem, sob a mediação do docente, incluindo salas de aula, bibliotecas, laboratórios, museus, ambulatórios, escritórios, espaços de trabalho de campo, espaços ao ar livre, entre outros.

Já a Educação Presencial Mediada por Tecnologias pode ser aplicada em até 20% da carga horária total da atividade didática, salvo em casos excepcionais com até 50%.

 

COMPARTILHE