Niterói por niterói

Publicado

UFF celebra o centenário de Paulo Freire com programação cultural

“Primaverar, viver Freire” será tema do 11° Interculturalidades, realizado de 21 a 30 de setembro
Paulo Freire faria 100 anos. Foto- MST
Paulo Freire faria 100 anos. Foto: MST

Com conferências, rodas de conversas, depoimentos, relatos de experiência, oficinas e apresentações artísticas, a Universidade Federal Fluminense (UFF) celebra o centenáro de Paulo Freire. O humanista, filósofo e educador inspirou o tema “Primaverar, viver Freire”, que será realizado de 21 a 30 de setembro de 2021.

Paulo Freire foi o brasileiro mais homenageado da história, tendo recebido pelo menos 35 títulos de Doutor Honoris Causa de universidades da Europa e América, assim como importantes prêmios ao longo de sua trajetória, como o da UNESCO de Educação para a Paz, em 1986. Em 13 de abril de 2012, foi sancionada a Lei nº 12.612 que declarava o educador Patrono da Educação Brasileira.

O pedagogo propunha uma prática de sala de aula que desenvolvesse a criticidade dos alunos e fosse capaz de libertá-los de sua condição de oprimidos. Em “Pedagogia do Oprimido”, de 1968, o mais célebre de seus 30 livros, representando um marco na pedagogia brasileira e também mundial, o educador desenvolve esse conceito.

Veja a programação do 11° Interculturalidades:

No dia 21, terça-feira, às 18h, a conferência que abre o 11º Interculturalidades é com o teólogo Leonardo Boff, com o tema “Paulo Freire: inspirador do amor e da libertação”. Mais cedo, haverá a abertura institucional, com a participação da viúva do homenageado, Nita Freire, e de autoridades da UFF realizadoras do evento, além do lançamento da exposição virtual “Angicos”.

Compondo a série de conferências do 11° Interculturalidades, estão:

Dia 22: “Paulo Freire e o esperançar nos dias de hoje”, de Sérgio Haddad, biógrafo de Freire

Dia 23: “Sonhar a terra”, com Daniel Munduruku, educador e ativista indígena

Dia 24: “Educação como prática política: o legado de Paulo Freire”, com Luiza Erundina, assistente social, ex-prefeita de São Paulo e deputada federal

Dia 27: “Compartilhar a vida, respeitar a diferença e transformar mundos”, com Carlos Rodrigues Brandão, autor, pesquisador e professor da Unicamp

Dia 28: “Palavra que lavra, que semeia ideias no coração de todos”, com Tatiana Henrique, atriz e pesquisadora do teatro

Dia 29: “Lutar – Caminho Que Não se Percorre Só”, com Preta Ferreira, cantora, produtora, apresentadora e ativista.

Dentre os destaques da área artística

Dia 25
16h: Apresentação dos grupos da casa, Música Antiga da UFF e Quarteto de Cordas da UFF;
18h: Tributo “Zé Keti – a voz do morro”, com apresentação da Orquestra Sinfônica Nacional UFF e a participação da Orquestra de Cordas da Grota, seguida de conversa com Luiz Lima, Robson Leitão e Leonardo Guelman.
20h: Espetáculo “Paulo Freire e o mundo lá fora”, do Coletivo En La Barca Jornadas Teatrais

Dias 22 e 26
20h: Espetáculo “Paulo Freire – o andarilho da utopia”, com o ator Richard Riguetti

Dias 23 e 29
20h: Performances cênicas, oficinas culturais, mesas com artistas e o “Ciclo Apalavrar”

A programação completa você encontra no site do Centro de Artes UFF: www.centrodeartes.uff.br

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email