Niterói por niterói

Publicado

Trilha do Morro das Andorinhas é nova rota do Projeto Niterói Ecotur Sem Barreiras

Por Redação
| aseguirniteroi@gmail.com

COMPARTILHE

O primeiro passeio nessa trilha, para pessoas com dificuldade de locomoção e deficiências visual e auditiva, será realizado no sábado (24)
Tour-sem-barreira-1
No projeto, pessoas com dificuldade de locomoção são transportadas na cadeira especial Julietti. Foto: Divulgação

A Trilha do Morro das Andorinhas foi incluída no Projeto Niterói Ecotur Sem Barreiras. O primeiro passeio nessa rota para pessoas com dificuldade de locomoção e deficiências visual e auditiva  será realizado no próximo sábado (24).

Leia mais: Brechós de móveis resistem na rua Visconde de Itaboraí, no Centro de Niterói

A saída está prevista para acontecer, às 9h30, da Paróquia São Sebastião de Itaipu, na Estrada Francisco da Cruz Nunes, 8429, em Itaipu. Os interessados devem se inscrever, gratuitamente, acessando o link https://visit.niteroi.br/niteroiecotur/.

A Trilha do Morro das Andorinhas tem como ponto de referência a Rua da Amizade. É considerada uma trilha com grau médio de dificuldade e de exposição solar. É recomendado aos caminhantes que usem roupas e calçados apropriados, além de filtro solar.

O passeio irá até o Mirante Região Oceânica, com vista para as praias de Itaipu, Camboinhas, Sossego e Piratininga, além das lagoas de Itaipu e de Piratininga.

Para garantir conforto e segurança para o público do Projeto Niterói Ecotur Sem Barreiras , os órgãos municipais envolvidos promovem treinamento de profissionais e voluntários. Eles aprendem, entre outras coisas, a transportar pessoas com dificuldade de locomoção usando a cadeira especial Julietti.

O equipamento, criado pelo montanhista Gustavo Simões, recebeu esse nome porque é o apelido da esposa, Juliana Tozzi, que foi acometida por uma doença que a deixou sem os movimentos. Para que ela continuasse fazendo trilhas, o montanhista projetou a cadeira especial.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilide, a Administração Regional da Região Oceânica e o Clube Niteroiense de Montanhismo são parceiros do projeto.

COMPARTILHE