Niterói por niterói

Publicado

Tiroteios em Niterói já deixaram cinco mortos e seis feridos em agosto

Fim de semana foi marcado por episódios de violência; primeira quinzena do mês já tem mais vítimas do que o começo de julho
Morro do Estado- tiroteio deixou uma pessoa ferida. Foto- Prefeitura de Niterói
Morro do Estado: tiroteio deixou uma pessoa ferida. Foto: Prefeitura de Niterói

Um intenso tiroteio no Morro do Estado, no último sábado, deixou uma mulher ferida. No mesmo dia, no Cubango, disparos foram ouvidos em ao menos três localidades diferentes. São episódios que evidenciam o começo de mais um mês violento em Niterói. Dados da plataforma Fogo Cruzado mostram que a primeira quinzena de agosto teve menos trocas de tiros, mas deixou mais vítimas do que o mesmo período de julho.

De acordo com site, de 1 a 15 de agosto, a cidade teve ao menos 13 trocas de tiros registradas por usuários da plataforma. Em oito delas, houve presença de agentes de segurança. Nessas ocorrências, cinco civis morreram e outros seis ficaram feridos, número que somado é maior do que de julho.

Nas duas primeiras semanas de julho, a cidade teve dois tiroteios a mais do que os registrados este mês. Foram 15 ocorrências, nove delas com presença da polícia. Os incidentes deixaram cinco mortos e dois feridos.

Violência crescente em 2021

Mês a mês, os dados estatísticos da plataforma Fogo Cruzado apresentam um cenário de escalada de violência em Niterói, embora o contexto ainda seja de pandemia. De acordo com o site, entre 1 de janeiro e 15 de agosto deste ano, Niterói teve 174 tiroteios registrados, número 34% maior que o do mesmo período do ano passado, quando houve 129 ocorrências do tipo.

Em 2021, 51 pessoas morreram vítimas de disparos de arma de fogo na cidade, sendo duas delas agentes de segurança. Outras 45 ficaram feridas, sendo seis policiais. Em 2020, foram 35 mortos, sendo um policial. O número de feridos ficou em 41, sendo um deles agente de segurança.

Ainda de acordo com a Fogo Cruzado, as ocorrências em 2021 tiveram mais policiais envolvidos do que em 2020. Este ano, 89 dos episódios de violência armada tiveram participação da polícia. Em 2020, foram 60.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email