Niterói por niterói

Publicado

Tiroteios caem pela metade em Niterói na primeira quinzena de setembro

Resultados são positivos, depois de um agosto sangrento, com o maior número de baleados no ano
Ação da Polícia Civil em Niterói. Foto- Divulgação
Operação policial em Niterói. Foto: Polícia Civilv

Depois de um período sangrento, em agosto, Niterói começa setembro com menos tiroteios. Dados da plataforma Fogo Cruzado mostram que o número de ocorrências envolvendo disparos por armas de fogo caíram de 13, na primeira quinzena de agosto, para 6, nas duas primeiras semanas deste mês. Redução de 53%.

Os dados são positivos, depois de meses de crescente violência armada na cidade, mas também mostram maior participação de forças policiais nas ocorrências em que há disparos. Dos seis tiroteios registrados, quatro tiveram envolvimento da polícia. Um agente morreu e um civil ficou ferido no período.

Se a cidade seguir essa tendência, pode reverter os resultados de agosto, o mês mais sangrento do ano, com o maior número de vítimas de disparos com armas de fogo. Foram registrados 26 tiroteios, com 12 mortos e nove feridos. Em 14 deles, houve participação da polícia. Os números de baleados superaram, proporcionalmente, os meses violentos de maio e junho, marcados pelo terror da guerra pelo controle das comunidades do Santo Cristo, no Fonseca, e Morro do Estado, entre Ingá e Centro.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email