Niterói por niterói

Publicado

Sexta-feira, 13: relembre alguns mistérios que rondam Niterói

Cidade coleciona casos assustadores, histórias de assombração e lendas urbanas de arrepiar
Miguel e Manuel, do Mistério das Máscaras de Chumbo. Foto- Reprodução
Miguel e Manuel, do “Mistério das Máscaras de Chumbo”. Foto: Reprodução

Assombração, mau-agouro, comunicação com o além. Todo lugar tem suas lendas e contos. Alguns bizarros e outros até engraçados. Em Niterói temos até suspense sobrenatural de fama internacional e que desperta a curiosidade mesmo depois de décadas. Na data mais misteriosa do ano, sexta-feira 13, o A Seguir: Niterói relembra algumas histórias que até hoje fazem a gente pensar:”Será?”.

O Mistério das Máscaras de Chumbo

Ocorrido em Niterói em agosto de 1966, o caso da morte dos técnicos em eletrônica Miguel José Viana, de 34 anos, e Manuel Pereira da Cruz, de 32 anos, é um dos mais famosos do Brasil e nunca foi plenamente esclarecido. Por isso mesmo ganhou fama mundial. Na internet, há registros dele em diferentes idiomas, inclusive.

Em 17 de agosto de 1966, Miguel e Manuel saíram de casa e disseram às famílias que iriam até São Paulo comprar um carro e equipamentos eletrônicos. Os corpos deles foram encontrados três dias depois, no Morro do Vintém, que fica por trás do Bairro de Fátima, sem sinais de violência e segurando máscaras de chumbo.

Dupla carregava duas máscaras de chumbo e um bilhete. Foto: Reprodução

Também encontraram com os corpos um bilhete: “16:30 Hs. Está local determinado. 18:30 Hs. Ingerir cápsula após efeito, proteger metais aguardar sinal máscara”.

O que dizem é que os dois tentaram entrar em contato com Ovnis e, para isso, teriam ingerido substâncias tóxicas. Mas o exame toxicológico não foi realizado e ninguém sabe exatamente o que eles viram antes de morrer.

O Busto do Imperador

Busto de Dom Pedro II na Praça Leoni Ramos. Foto: Prefeitura de Niterói

O busto de bronze em homenagem a Dom Pedro II foi fundido em 1920 e fica na Praça Leoni Ramos, a Cantareira. Até alguns anos atrás, o monumento, que está apoiado em uma esfera armilar giratória, não era fixado sobre a base de granito bruto. Diz a lenda que a esfera girava e o local para onde o imperador estivesse virado caía em desgraça. Como a praça é rodeada por bares, os comerciantes locais morriam de medo de prejuízo. Um terror.

Ovni de Icaraí

Era manhã de 18 de outubro de 1993, quando uma aposentada avistou uma forma intrigante desenhada na areia da Praia de Icaraí. Dezessete círculos concêntricos, um conjunto pra lá de misterioso. Não demorou até que outras senhorinhas jurassem de pés juntos ter avistado luzes piscando nos céus da cidade. Teve até ufóloga falando na TV sobre “mensagem extraterrestre”.

Marcas “misteriosas” sobre a areia de Icaraí. Foto: Reprodução

Acontece que o desenho de alienígena não tinha nada. Eram as marcas deixadas por um aposentado ao se exercitar correndo em círculos, de forma pouco convencional, mas totalmente humana. Ele continuou se exercitando e marcando a areia nos anos seguintes.

A moça do Solar

Tem gente que garante que as visitas guiadas ao Solar do Jambeiro, em São Domingos, são de arrepiar. É que volta e meia surge algum relato sobre uma companhia inesperada, que se junta aos visitantes sem nada falar. Trata-se de uma moça de olhos azuis, que nem todos conseguem ver, mas que garantem que está lá.

Solar do Jambeiro. Foto: Prefeitura de Niterói

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email