Niterói por niterói

Publicado

Servidores da Saúde protestam em frente à Prefeitura de Niterói

Por Camila Araujo
| aseguirniteroi@gmail.com
Profissionais estatutários e contratados do Programa Médico de Família reivindicam aumento salarial e manutenção dos empregos
4
Manifestantes também protestaram em frente à Câmara Municipal. Foto: Associação dos Servidores da Saúde de Niterói

Servidores da Saúde de Niterói realizaram nesta quinta-feira (17) um ato em frente à Prefeitura e à Câmara Municipal pela manutenção dos empregos no Programa Médico de Família e pela implementação de uma Tabela Salarial.

Segundo a Associação dos Servidores da Saúde de Niterói, cerca de 700 trabalhadores do Programa podem ficar desempregados a partir do dia 31 de março, prazo em que se encerram os contratos temporários. A partir desta data, eles serão substituídos por novos concursados. Os profissionais já projetam greve no município.

“São profissionais que estão há 20, 25 anos trabalhando e vão colocar essas pessoas todas na rua? Reconhecer o mérito do Programa Médico de Família significa reconhecer o mérito das pessoas. A reivindicação é para manter a empregabilidade, é encontrar, do ponto de vista ético e moral uma base jurídica que permita manter essas pessoas nos seus postos de trabalho”, afirma Cesar Roberto Braga Macedo, médico sanitarista e presidente da Associação.

Trabalhadores do Programa Médico de Família levaram cartazes para protestar contra o fim do contrato. Foto: Associação dos Servidores da Saúde de Niterói

Os trabalhadores estatutários pedem a implantação de uma tabela salarial que corrija os ganhos mensais, como reparação pelos últimos anos de baixos salários. As condições das unidades de saúde também foram alvo de protesto.

“São prédios e estruturas físicas deteriorados, profissionais precarizados na sua relação de trabalho. Falta medicamentos, insumos, papel para escrever receita. Para piorar, centenas de profissionais serão demitidos. Nossa luta é contra todo esse absurdo contra a saúde da população”, acrescentou César.

A Associação informou que, em reunião com os representantes do movimento de servidores, o presidente da Câmara Milton Carlos da Silva Lopes agendou uma reunião para esta sexta-feira (18), às 15h, na Prefeitura, com o secretário de Governo municipal, Bira Marques, para buscar soluções para os profissionais da Saúde.

COMPARTILHE