Niterói por niterói

Publicado

Sérgio Cabral é transferido para presídio que prometeu desativar em Niterói

Ex-Governador agora cumpre pena no Batalhão Especial Prisional da Polícia Militar, que fica na Alameda
érgio Cabral no dia da prisão, em 2016. Foto- Arquivo:Fernando Frazão:Agência Brasil
Sérgio Cabral no dia da prisão, em 2016. Foto: Arquivo/Fernando Frazão/Agência Brasil

Sérgio Cabral, foi transferido para Niterói na tarde desta quinta-feira. A mudança de unidade prisional foi autorizada pelo juiz Marcelo bretas, para separar Cabral de outros detentos que ele tem citado em delações premiadas. O ex-Governador do Rio agora vai cumprir pena no Batalhão Especial Prisional da Polícia Militar (BEP), no Fonseca, presídio que ele, quando estava no poder, queria desativar.

A promessa foi feita durante uma visita a Niterói, em 20 março de 2010, um dia de sol e calor. Cabral estava no auge de seu governo e, durante um evento no Horto do Fonseca, discursou empolgado sobre seus planos ambiciosos para a cidade. Entre as propostas estava a desativação do BEP, que fica em frente ao Horto.

— Imagina, integrar esse lugar ao Horto — disse apontando para a unidade prisional. — Vamos fazer um corredor. Vai ser o Campo de São Bento da Zona Norte — exclamou, provocando aplausos acalorados.

Cabral não falou de prazos e não se sabe se esse projeto existiu de fato.

Na ocasião, o então Governador afirmou, ainda, que já tinha R$ 60 milhões em caixa para executar o antigo projeto da Linha 3 do metrô, que ligaria Niterói a São Gonçalo e também nunca saiu do papel. Outra promessa feita de palanque foi que o Governo compraria as barcas para melhorar o transporte entre Rio e Niterói.

Cabral deixou o governo em 2014 sem cumprir as promessas feitas em Niterói quatro ano antes. Em 2016, acabou sendo preso na Operação Lava Jato e, desde então, já foi condenado mais de vinte vezes a penas que somam 390 anos.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email