Niterói por niterói

Publicado

São Gonçalo faz ‘Dia D’ de doação de sangue, medula óssea e cordão umbilical

Evento encerra atividades do Agosto Laranja, que tem como objetivo conscientizar a população sobre a importância de doações
São Gonçalo faz Dia D : Foto- Divulgação Prefeitura de São Gonçalo
São Gonçalo faz Dia D / Foto: Divulgação Prefeitura de São Gonçalo

Dando continuidade à campanha Agosto Laranja, São Gonçalo realizará nesta quarta-feira (25), o dia D, que tem como objetivo incentivar as doações de sangue, medula óssea e cordão umbilical no município. Os interessados devem seguir para o Centro Oncológico, no Zé Garoto, das 8h às 15h, para doar sangue, e tirar todas as dúvidas sobre a importância das doações de medula e cordão umbilical. Os moradores também podem fazer um pré-cadastro mostrando o interesse para ser um doador.

Em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil, o espaço será responsável pelo pré-cadastro das pessoas interessadas em fazer doações de medula e cordão umbilical. Após os cadastros, em uma outra data, ônibus gratuitos serão colocados à disposição para que os possíveis doadores sigam até o Instituto Nacional do Câncer (Inca), no Centro do Rio. No local, os gonçalenses farão exame de sangue e poderão ser inseridos no Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome).

Para ser doador é necessário ter entre 18 e 35 anos de idade e boa saúde. No cadastro, é obrigatório apresentar um documento oficial com foto. Será feita a coleta de uma amostra de sangue (10ml) para a tipagem de HLA (exame de histocompatibilidade que identifica as características genéticas de cada indivíduo). Os dados do doador são inseridos no cadastro do Redome e, sempre que surgir um novo paciente, a compatibilidade será verificada. Uma vez confirmada, o doador será consultado para decidir quanto à doação. O transplante de medula óssea é um procedimento seguro, realizado em ambiente cirúrgico, feito sob anestesia geral, e requer internação de, no mínimo, 24 horas.

Esta é a primeira campanha no município de São Gonçalo voltada para esta causa. As doações de sangue vão ajudar o banco de sangue da cidade e a inscrição no Redome pode salvar uma vida. A doação de medula só acontece se houver compatibilidade com a pessoa que precisa e não é feita na ida ao Inca. A ação terá o suporte de Cristina Figueroa, fundadora e presidente da Associação Davida Samaritanos, que cuida para que mais pessoas consigam sobreviver do câncer.

– Nós não podemos ter uma população desse tamanho que não saiba ajudar vida em vida. Por muitas vezes, a nossa ajuda é mais simples do que a gente imagina. Nós não podemos mais, enquanto saúde pública, permitir que aconteça a falta de informação. Precisamos nos colocar no lugar de quem está passando por isso, sentirmos a dor do outro, sem perder uma pessoa próxima – ressaltou o secretário de Saúde de São Gonçalo, Dr. André Vargas.

O Centro Oncológico fica na Rua Francisco Portela, 2.641, Zé Garoto.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email