Niterói por niterói

Publicado

Retorno às aulas presenciais na UFF em Niterói acontece em clima de entusiasmo

Por Redação
| aseguirniteroi@gmail.com
Primeiro dia na retomada das atividades, após dois anos de pandemia, foi marcado por acolhimento e orientação
IMG_5619
Enfim, o reencontro na volta às aulas presenciais na UFF. Foto: Amanda Ares

A vida voltou a contagiar os prédios da Universidade Federal Fluminense (UFF) nesta segunda-feira (28). Em clima de entusiasmo e euforia, alunos, funcionários e professores voltaram às atividades em todas as nove unidades da UFF Niterói, depois de dois anos de pandemia de Covid-19, com grande parte das aulas suspensa presencialmente.

A universidade funcionou provisoriamente no sistema remoto nos últimos dois anos, por causa da pandemia, e desde o começo da vacinação da população adulta discutia o retorno presencial. O momento chegou, e para muitos dos quase 50 mil alunos foi a primeira vez que pisaram no campus.

É o caso dos alunos de Pedagogia Jessi de Matos (19) e David Lucas (20), que descontaram toda a ansiedade no microfone do karaokê instalado no campus Gragoatá, em São Domingos.

Alunos celebraram a retomada na UFF

A atração faz parte do programa de Acolhimento Estudantil, realizado semestralmente pela instituição. A atividade só foi permitida porque todos os estudantes já foram vacinados com as duas doses. Todos tiveram que enviar os comprovantes de vacinação completa na plataforma da universidade.

Recepção aos alunos. Foto: Amanda Ares

O Acolhimento Estudantil continua nesta terça-feira, recepcionando todos os alunos. Além de atividades recreativas, o evento orienta os recém chegados, e também muitos familiares que acompanham a matrícula dos filhos, sobre as oportunidades dentro da universidade, programas de auxílio, funcionamento da instituição entre outros assuntos pertinentes.

O local de coleta de material para exames RT-PCR, que fica no campus Gragoatá, parecia uma peça de museu, deslocado do momento de grande movimentação, lembrando da contribuição da UFF durante o auge da crise sanitária.

UFF retoma atividades nesta semana. Foto: Amanda Ares

Como é tradição no primeiro dia, os veteranos também organizaram atividades para receber os novos colegas de curso. Era possível ver, em todas as unidades, caras pintadas, rostos alegres, e muito entusiasmo. Os que chegam agora não sabem, mas para muitos alunos matriculados desde 2020.1, também foi a primeira oportunidade para conhecer pessoalmente os colegas e o prédio onde irão estudar, após quase dois anos de curso. 

Atividades com calouros aconteciam em todos os campi da UFF. Foto: Amanda Ares

Comprovante vacinal

Ao longo das últimas semanas, a UFF fez uma campanha para que os estudantes tomassem a segunda dose da vacina e enviassem os comprovantes de vacinação na plataforma online. Foi a forma de garantir a segurança de todos, alunos e funcionários. Muitas dúvidas surgiram entre os discentes, como por exemplo se era crucial ter a terceira dose para poder frequentar as aulas. A Universidade afirmou que não, apenas as duas doses eram exigidas, mas recomendava que os alunos tomassem a dose de reforço.

No campus do Instituto de Artes e Comunicação Social (Iacs), localizado na Rua Lara Vilela, havia ainda outro controle: um funcionário pedia os nomes e o comprovante de vacinação de quem entrava no local. Ninguém deixou de apresentar o documento, e não houve confusão ou protestos. Muito pelo contrário. Segundo os próprios alunos, o fato de saberem que todos estão vacinados gera mais tranquilidade para retomar as aulas presencialmente.

Calouros de Cinema estavam felizes em começar o curso no modo presencial. Foto: Amanda Ares

A UFF também publicou um Guia de Convivência, para orientar toda a comunidade acadêmica na volta das atividades. Desde o começo da pandemia, a universidade vem desenvolvendo pesquisas e projetos para entender, combater e minimizar os impactos da pandemia.

Todo o trabalho desenvolvido está disponível no site que a instituição desenvolveu para publicar informações sobre a Covid-19 (https://www.uff.br/coronavirus).

Novos desafios

Os olhos da diretora do Iacs, Flávia Clemente, brilhavam ao contemplar a volta do movimento dos alunos no campus. De repente, parecia que tudo o que se passou nos últimos tempos ficou para trás. 

Flavia Clemente, diretora do Instituto de Artes e Comunicação Social. Foto: Amanda Ares

Mas nem tudo são flores. Os funcionários das coordenações, que cuidam do trabalho administrativo, encontraram dificuldade para acessar a internet, e alguns atendimentos não puderam ser feitos. Vários equipamentos eletrônicos, como câmeras fotográficas e de vídeo, ficaram muito tempo sem uso e a diretora teme que muitos tenham sido perdidos.

Fila de atendimento de quem teve problemas em fazer a matrícula online. Não havia internet nesta segunda-feira. Foto: Amanda Ares

Porém, isso não parece diminuir o ânimo de ninguém. Mesmo diante dos novos desafios, todos parecem felizes em voltar.

Reitor diz que UFF está preparada para retomada

O evento de acolhimento continua nesta terça-feira (29). Em comunicado oficial, o reitor, Antônio Claudio Nobrega, disse que o momento é de alegria e satisfação em receber os estudantes, servidores, terceirizados e colaboradores, após dois anos muito difíceis. Ele garantiu que a UFF está pronta para retomar as atividades presenciais:

“Os últimos anos foram difíceis, de muita dor, distanciamento e superação de barreiras, mas somos gratos por termos escrito mais alguns capítulos da história da UFF com garra, determinação e boa vontade. A UFF se preparou para esse retorno, respeitou todos os direcionamentos do GT Covid-19 e adaptou as unidades de ensino e administrativas para atender as demandas de saúde e para garantir a segurança de todos. Reunimos representantes de diferentes Pró-reitorias e Superintendências para juntos construirmos esse evento com cautela, responsabilidade e muito amor. O resultado é o nosso reencontro. Venham todos!”, convidou o reitor.

COMPARTILHE