Niterói por niterói

Publicado

Rede D’Or já não tem mais paciente internado com Covid em Niterói

Por Redação
| aseguirniteroi@gmail.com
Número de internações cai e hospitais começam a desativar leitos e UTIs reservados para a doença
hospital oceânico
Leitos de hospitais em Niterói: rede privada já desativa áreas destinadas a pacientes com Covid

O Sindicato dos Hospitais Particulares de Niterói não divulga mais o relatório de pacientes internados com Covid, como fez, semanalmente, durante um ano e meio. O motivo está na queda do número de casos da doença, seja em leitos ou nas vagas de UTI reservadas para pacientes de Covid. Não há mais necessidade de destinar posições para o tratamento da doença. Um dos maiores hospitais de Niterói, o Niterói D’Or, não tem, nesta segunda-feira (29),  paciente internado com Covid.

O último relatório do SINDHLESTE foi divulgado no início de novembro. Dia 8, apenas 0,3% dos quartos reservados para Covid estavam ocupados.; e 3% das vagas de UTI. Depois disso, os registros se tornaram irrelevantes, semelhantes às ocorrências de outras doenças respiratórias, como gripes. Os hospitais já incorporaram as áreas destinadas à Covid para atendimento regular de outras doenças.

Na rede do SUS, também é possível verificar a mesma queda. No registro da Secretaria Estadual de Saúde sobre internações, aparecem apenas 12 pessoas internadas em leitos e 9 em UTIs, uma taxa abaixo de 10% das vagas anteriormente disponíveis, cerca de 200, no total. Niterói chegou a ter nos períodos de pico da doença mais de 800 pessoas internadas, somando-se redes pública e privada, nos picos da doença, em abril e maio e novembro de 2020 e em março e abril deste ano.

A redução do número de internações coincide com a queda da circulação do vírus no Brasil – e particularmente no Estado do Rio, que, na última semana, exibiu bandeira verde no Mapa da Covid, indicativo de baixo risco de transmissão da doença. Em Niterói, a Semana Epidemiológica 47 anotou apenas 85 novos casos de Covid, o menor índice desde a escalada da pandemia. E a melhor notícia é que a queda já se repete há três semanas.

A Secretaria de Saúde atribuiu os resultados ao alto índice de vacinação atingido no estado, com a cobertura de quase toda a população adulta com as duas doses da vacina. A recomendação para os moradores, no entanto, é que, apesar da flexibilização das normas sanitárias,  continuem usando máscara nos lugares públicos (a não ser  na praia e em atividades físicas) e respeitando as normas sanitárias. Desde o início da pandemia, Niterói teve 51.694 casos da doença e chegou a 2.507 mortes.

 

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email