Niterói por niterói

Publicado

Protesto fecha ruas do Ingá após morte de morador do Morro do Palácio durante operação da PM

Rapaz morto, segundo moradores, seria entregador de aplicativo; um traficante foi preso na operação da PM
WhatsApp Image 2021-11-24 at 19.16.45 (1)
Protesto na Paulo Alves, em flagrante de um leitor

Um jovem, morador do Morro do Palácio, foi baleado e morto durante operação policial na comunidade nesta quarta-feira (24), o que provocou protesto no Ingá, com fechamento de ruas e muito lixo espalhado pelas calçadas e asfalto para bloquear o trânsito. O clima tenso e a confusão, com a presença de grande número de policiais e camburões, assustaram moradores do Ingá e de Icaraí e quem mais passava por ali.

Segundo moradores do Palácio que faziam o protesto na Paulo Alves e na Presidente Pedreira, o rapaz morto é Elias Lima de Oliveira, de 24 anos, que trabalhava como entregador de aplicativo.

Manifestantes seguram cartazes cobrando justiça pela morte de Elias e por mais segurança na comunidade. Foto de leitor

Baleado no tórax, ele chegou a ser levado para o Hospital Azevedo Lima, mas não resistiu.

Moradores que participaram do protesto disseram que  Elias estava perto da boca de fumo quando houve a operação policial, que prendeu o traficante conhecido como Naô. Segundo a PM, Naô era o gerente do ponto de venda de drogas no Palácio.

O clima era de muita revolta entre os manifestantes, que acusavam PMs de violência contra jovens negros. Durante o início da noite, alguns policiais pareciam negociar com manifestantes para liberarem a pista, mas havia também um clima de intimidação, pela quantidade de policiais armados e camburões nas ruas contra a manifestação pacífica até então.

No domingo, nove pessoas da comunidade do Salgueiro, em São Gonçalo, foram assassinados também durante operação da PM.

 

 

 

COMPARTILHE