Niterói por niterói

Publicado

Projeto multiartístico internacional chega a Niterói para provocar reflexões sobre formas de trabalho

Por Redação
| aseguirniteroi@gmail.com
O evento faz parte de uma residência artística
WhatsApp Image 2022-01-17 at 14.41.31 (1)
A apresentação será realizada em espaço aberto, no Teatro Popular Oscar Niemeyer Foto: Leo Zulluh

Provocar um reflexão sobre formas de trabalhar é a proposta do “Zona Futuro”, projeto internacional, que acontece no próximo domingo (23), às 18h, no Teatro Popular Oscar Niemeyer, no centro de Niterói.  O evento faz parte de uma residência artística sob orientação da iniciadora de projetos alemã Eliza Goldox e pelo multiartista brasileiro Fell (Fellipe Vergani).

O projeto resulta de uma parceria entre o Teatro Popular, o Coletivo Internacional ZONA D e o Centro Cultural Casa 264, voltado para artistas de diversas linguagens. Até o próximo dia 23 de janeiro, o grupo se reúne em encontros que acontecem nos espaços multiuso do Teatro Popular, sempre das 14h às 18h. Trata-se do primeiro capítulo do Projeto Zona Futuro, que abriu espaço para que o grupo de artistas selecionados para essa residência, crie um ambiente temporário para reflexões e colaborações sobre questões trabalhistas, geração de valores e futuros possíveis através das próprias experiências e interesses artísticos.

No final, o Teatro Popular abrirá as portas para que os artistas compartilhem com o público os múltiplos fragmentos artísticos nascidos das atividades realizadas durante o processo. A apresentação de domingo é uma prévia do que virá. No evento, serão levantadas questões como, por exemplo, como a economia, em países capitalistas, foram colocadas em situação de emergência pela pandemia do Covid-19. É para refletir, mas também divertir.

O ingresso é 1 kg de alimento não perecível ou material de limpeza e higiene pessoal para doação à campanha Niterói Solidária, da Prefeitura.
O Teatro Popular Oscar Niemeyer fica na Avenida Jornalista Rogério Coelho Neto, s/nº, atrás do terminal municipal rodoviário João Goulart.

COMPARTILHE