Niterói por niterói

Publicado

Prefeitura de Niterói anuncia reformas na Ilha de Boa viagem

Por Redação
Axel Grael promete reabrir igreja e visitação pública; projeto terá coordenação do Patrimônio Histórico
ilha de boa viagem. Foto divulgação
Restauração de Ilha de Boa viagem recebe investimento de R$5,5 milhões | Foto: Divulgação

A igreja da Boa Viagem é um dos marcos da cidade. Mas faz tempo que é difícil visitar o local. Seja por falta de condições, seja por dificuldades na gestão do patrimônio. Agora, a Prefeitura promete um acordo para recuperar o lugar e abrir a visitação do público. Uma reforma que vai custar R$ 5,5 milhões e terá a chancela do IPHAN, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

A reforma começa desde o acesso à Ilha de Boa Viagem, em Niterói, pela ponte de concreto e a escadaria de granito que leva  até as construções históricas do período colonial. Entre elas, a Capela de Nossa Senhora da Boa Viagem, tombada pelo IPHAN, e o “Castelo”, sede dos escoteiros do mar e um Forte, construído no século 17.

O anúncio foi feito na segunda-feira (29). A Boa Viagem muda de status para esta nova etapa. Antes, era Patrimônio histórico e natural do Estado do Rio e de Niterói. Agora, foi assinado um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) da Prefeitura com o IPHAN e o Ministério Público Federa. O Município vai se responsabilizar pela Ilha nos próximos 20 anos e realizará obras de restauração em suas edificações. 

Nós faremos essa obra para que mantenhamos as atividades que existem aqui na Ilha, como os escoteiros e o apostolado. Nosso objetivo é fazer com que esse local seja reaberto respeitando os limites da ilha, mas que esse patrimônio possa ser ainda mais apreciado pela população de Niterói. Faremos essa obra com os cuidados que uma obra em um patrimônio como esse precisa, garantiu o Prefeito de Niterói, Axel Grael.

Com um investimento de R$ 5,5 milhões, segundo a Prefeitura, as reformas não vão mexer nas características originais das edificações e serão feitas em parceria com o IPHAN. Além de uma área administrativa para gestão e espaço de exposição no Castelo, será construído um banheiro com acessibilidade na Capela.

COMPARTILHE