Niterói por niterói

Publicado

Preços ao consumidor têm pior setembro do Plano Real; em Niterói, alta assusta

Gasolina, que em Niterói chega a R$ 7, é uma das vilãs da inflação ao lado da energia elétrica, que está em bandeira vermelha 2
Gasolina comum a R$ 6,999 em posto de Niterói. Foto de leitor
Gasolina comum a R$ 6,999 em posto de Niterói. Foto de leitor

Dados divulgados nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) confirmam aquilo que o morador de Niterói já tem sentido na pele: o custo de vida está pesado demais. Considerado uma prévia da inflação oficial, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor – Amplo 15 foi a 1,14% em setembro, o pior resultado para o mês desde 1994. Ou seja, desde o início do Plano Real. Em um ano, o acumulado já passa de dois dígitos: 10,05%.

De acordo com o IBGE, energia elétrica e gasolina são as grandes vilãs da inflação. E, como o A Seguir: Niterói já mostrou, o preço cobrado pelo combustível na cidade está entre os mais caros do Rio de Janeiro, segundo levantamento feito pelo Procon-RJ. Na cidade, tem posto cobrando R$ 6,999 pelo litro. Quase R$ 7. A alta chegou a 2,85% e o acumulado nos últimos 12 meses é de 39,05% .

Já a energia elétrica está em alta em todo o país e tem pesado pressionado o orçamento das famílias desde agosto. quando passou a vigorar a bandeira vermelha patamar 2, com acréscimo de R$ 9,492 a cada 100 kWh consumidos.

Inflação generalizada

O aumento de preços do fim de agosto ao fim de setembro foi, mais uma vez, generalizado. Dos 367 itens que compuseram a cesta analisada pelo IBGE no mês, 253 registraram alta. Dos nove setore pesquisados, oito registraram aumento de preços – somente o de educação teve taxa negativa no mês, embora próxima da estabilidade.

Veja o resultado do IPCA-15 para cada um dos setores analisados pelo IBGE:

  • Alimentação e bebidas: 1,27%
  • Habitação: 1,55%
  • Artigos de residência: 1,23%
  • Vestuário: 0,54%
  • Transportes: 2,22%
  • Saúde e cuidados pessoais: 0,33%
  • Despesas pessoais: 0,48%
  • Educação: -0,01%
  • Comunicação: 0,02%

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email