Niterói por niterói

Publicado

Parque Esportivo do Caramujo completa um ano em atividade

Espaço marca mudança na política esportiva de Niterói e já rendeu até medalhas em competição
Professores acreditam que a prática esportiva vá fazer a vida dos jovens do Caramujo avançar. Foto- Luciana Carneiro
Professores acreditam que a prática esportiva vá fazer a vida dos jovens do Caramujo avançar. Foto: Luciana Carneiro

Nem parece que só tem um ano que o Parque Esportivo e Social do Caramujo (Pesc) abriu. Nem a pandemia conseguiu impedir a vontade dos técnicos e professores em fazer funcionar um espaço que oferece aulas de várias modalidades esportivas antes restritas a quem frequentava clubes privados ou que tinha patrocínio. Crianças e adolescentes do Caramujo, Morro do Céu e adjacências vêm recebendo visitas de atletas renomados, conhecido instalações esportivas de parceiros e até já até participaram de sua primeira competição, que rendeu sete medalhas, sendo uma de ouro, em atletismo.

A gestora do Pesc, Sheila Bahia, diz que o espaço era um grande sonho de diversos atletas e pessoas envolvidas com políticas sociais na cidade:

– O Parque Esportivo e Social do Caramujo é um local de alegria, aprendizado e conquistas. É o sonho sendo realizado por cada um de nós que acreditamos num mundo melhor, de direito e oportunidades, de igualdade, onde essas crianças podem buscar novos planos e ser grandes atletas. É a possibilidade delas se capacitarem, estudarem e conquistarem uma vida melhor.

Modalidades

Badminton está entre os esportes oferecidos pelo Pesc. Foto: Luciana Carneiro

O Parque Esportivo do Caramujo oferece várias modalidades olímpicas, como atletismo, levantamento de peso olímpico e lutas. Também algumas consideradas de elite, cuja manutenção dos treinos e compra de equipamento seriam improváveis para o perfil social da maioria das crianças da Zona Norte de Niterói, como badminton e tiro com arco.

Uma novidade recente, que foi destaque nas Olimpíadas de Tóquio, é o skate. A pista é um dos lugares preferidos dos alunos, que usam skate e equipamento de segurança fornecidos pelo Pesc.

Alunos recebem aulas e equipamentos gratuitos. Foto: Luciana Carneiro

Em função da pandemia, o número de pessoas no local é restrito, o que vale para alunos e funcionários, portanto o Pesc tem funcionado abaixo de sua capacidade, dando aula para aproximadamente 400 jovens atletas a partir dos 6 anos de idade. Também ainda é vedada a presença de público para assistir aos eventos, como o Wrestling, competição esportiva interescolar de Niterói, que ocorreu entre os dias 9 e 12 de julho.

O coordenador e também ex-atleta Carlos Aveiro treinava no terreno abandonado onde hoje funciona o Parque Esportivo. Durante sua carreira, ele via com preocupação a falta de equipamentos públicos esportivos e de ensino de esporte no Caramujo, área marginalizada da cidade. Ele considera que o projeto vai possibilitar uma transformação social no bairro:

– A princípio, a criança vem para participar das nossas práticas sociais e conhece vários esportes aos quais elas não teriam acesso normalmente. Dar oportunidade a esses futuros cidadãos é nosso objetivo e a principal mudança na vida deles. Com os Jogos Olímpicos, eles estão vendo um mundo de possibilidades. Então, nosso olhar, para além da inclusão social, é também de ascensão social através do esporte – reforça o coordenador.

Em julho, um grupo de alunos participou do Festival de Atletismo, na Vila Olímpica de Duque de Caxias. Foi a primeira competição, em que os jovens atletas conseguiram sete medalhas, nas categorias de salto em distância, arremesso de peso e corrida de 80 metros rasos no festival de atletismo sub 13, sub 15 e sub 17.

Jovens conquistaram 7 medalhas em sua primeira competição. Foto: Divulgação

Visitas ilustres

Diversos atletas olímpicos, personalidades de renome no esporte, visitam o espaço regularmente para conhecer, conversar e dividir sua experiência com os jovens atletas. A última foi a da bicampeã Olímpica Martine Grael, que foi acompanha do pai, o cinco vezes medalhista Torben Grael, do irmão e também medalhista Marco Grael, e da primeira mulher medalhista na modalidade, a velejadora Isabel Swan. O grupo deixou de presente para o espaço uma camisa da seleção de vela autografada. Na ocasião, o prefeito Axel Grael e a primeira dama Christa Grael também estiveram presentes.

Martine conversou de perto com as crianças alunas do Pesc sobre sua trajetória no esporte. Foto: Divulgação

Além das modalidades olímpicas, o Parque oferece aulas de funcional fitness, circuito funcional, skate, luta greco-romana, muay thai, educação ambiental e dança. Os professores também fazem avaliação antropométrica com pesagem, medição de circunferência abdominal, altura, Índice de Massa Corporal (IMC), percentual de gordura e índice de padrão de crescimento.

Projeções

Outras atividades ainda serão implementadas futuramente, assim que a pandemia for controlada, principalmente as de contato. Nesta lista estão jiu-jítsu, basquete, vôlei e capoeira. Já estão abertas as inscrições para as aulas de futebol para crianças e jovens entre 8 e 20 anos de idade.

Os interessados em se inscrever ou inscrever crianças e adolescentes da família devem entrar em contato através do @parqueesportivocaramujo no Facebook do espaço. O Parque Esportivo do Caramujo fica localizado à Rua do Alto, 130 – Caramujo.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email