Niterói por niterói

Publicado

Niterói tem mais mortos em tiroteio que Caxias, Nova Iguaçu e outras cidades da Baixada

Cidade registrou 12 mortes em agosto e só ficou atrás do Rio de Janeiro no balanço da violência
Foto- PMERJ
Foto: PMERJ

Niterói apareceu uma vez mais no ranking das cinco cidades da Região Metropolitana do Rio de Janeiro que registraram o maior número de tiroteios no mês de agosto, de acordo com o Instituto Fogo Cruzado. Em número de mortes, 12, ficou à frente de Caxias, 10, Belford Roxo, 9, e outras cidades da Baixada. Também teve mais vítimas que São Gonçalo, 8.

Durante este mês, o Instituto Fogo Cruzado mapeou 339 tiroteios/disparos de armas de fogo na Região Metropolitana do Rio, 14% a mais que o registrado no mesmo período de 2020, quando houve 298, menor número de tiroteios daquele ano. Ao todo, 171 pessoas foram baleadas no Grande Rio, sendo que 89 morreram e 82 ficaram feridas. Em 31% (104) dos tiroteios na Região Metropolitana do Estado em agosto houve presença de agentes de segurança. Isso inclui não somente ações e operações policiais, mas também situações em que agentes estão presentes fora do posto de trabalho.

Para a diretora executiva do Fogo Cruzado, Cecília Olliveira, a estabilidade no alto número de vítimas ao longo dos períodos evidencia a falha das instituições de segurança em preservar vidas e impedir o crescimento assustador da violência armada.

Durante o mês de agosto, os 5 municípios mais afetados pela violência armada foram:

  • Rio de Janeiro: 173 tiroteios, 26 mortos e 37 feridos
  • São Gonçalo: 35 tiroteios, 8 mortos e 15 feridos
  • Duque de Caxias: 27 tiroteios, 10 mortos e 5 feridos
  • Niterói: 26 tiroteios, 12 mortos e 9 feridos
  • Belford Roxo: 22 tiroteios, 9 mortos e 3 feridos

Comparado ao mesmo período de 2020, o número de tiroteios em Niterói mais que dobrou, foram 12 naquele mês de agosto.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email