Niterói por niterói

Publicado

Niterói tem 200 mil moradores com contas atrasadas; dívida passa de R$ 1 bilhão

Por Redação
| aseguirniteroi@gmail.com
Dívida média do niteroiense é de R$ 5.274, 30% acima da dívida do brasileiro, de R$ 4.107, segundo Serasa
IMG_20220619_100142
A inflação empurra 66 milhões de brasileiros para a lista de devedores. Foto: leitor.

O Brasil com a corda no pescoço: 66 milhões de brasileiros têm algum tipo de dívida atrasada, de acordo com o relatório de maio do Serasa. A conta é grande: no total, R$ 271, 6 bilhões. A melhora das taxas de emprego nos últimos meses não foi suficiente para a população botar as contas em dia. Salários mais baixos e a disparada da inflação fizeram explodir o endividamento. Na média, os devedores têm até quatro contas vencidas. no valor de R$ 4.107,33.

A situação do morador de Niterói não é diferente. O A Seguir: Niterói pediu ao Serasa, que produz o mapa da inadimplência, os dados referentes à cidade. São 200.163 devedores, contra 191.600 um ano atrás. Ou seja,  38% dos niteroienses têm alguma conta vencida. Na média, são 3,36 por cada CPF. No valor de R$ 5.274,00. Valor que fica 30% acima da média das dívidas dos brasileiros. No total, a dívida dos moradores da cidade soma R$ 1,055 bilhão.

Desemprego e inflação

A piora dos números da inadimplência se deve à queda de renda do brasileiro. O índice de desemprego vem caindo nos últimos meses, e chegou a 9,5% no último relatório do IBGE. O melhor índice desde 2015. O problema é que o salário médio ficou mais baixo e a inflação compromete cada vez mais a renda das famílias. Nos últimos meses, a explosão de preços como os da carne, do leito, dos legumes, entre tantos outros, fizeram o brasileiro ter que escolher entre manter as contas em dia ou comprar comida. O resultado aparece no mapa da inadimplência do Serasa.

O relatório revela que atualmente existem 226 milhões de contas vencidas no país. O valor médio de cada dívida é de R$ 1.201,80.  Distribuídas as faturas entre os 66 milhões de devedores, o valor dos atrasados de cada devedor chega à média de  R$ 4.107,33. O endividamento atinge mais da metade da população economicamente ativa, estimada em torno de 100 milhões de pessoas. E a lista negra do crédito só aumenta: mais de 3 milhões de pessoas entraram na lista negra do crédito em 12 meses.

 

COMPARTILHE