Niterói por niterói

Publicado

Niterói reforça protocolos na volta às aulas; Veja como professores e alunos devem se proteger

Rede municipal passou por reformas, reorganização das salas e sanitização
A sala de aula. Foto- Prefeitura: Luciana Carneiro
A sala de aula. Foto: Prefeitura/ Luciana Carneiro

A Secretaria de Educação e a Fundação Municipal de Educação garantem que a volta às aulas em Niterói seguirá protocolos rígidos de segurança, previstos no Plano de Retomada das Aulas, além de incluir projetos para reduzir os efeitos da pandemia de Covid-19 na educação pública do município.

O Secretário Vinícius Wu disse que “a retomada das aulas presenciais está sendo feita com muita responsabilidade e cautela desde o início, ouvindo as demandas da comunidade escolar.” O presidente da FME, Fernando Cruz, destacou os investimentos realizados nas unidades para propiciar um retorno seguro, de acordo com as normas estabelecidas pelas autoridades de saúde do município. Ele contou que as escolas passaram por reformas na infraestrutura, foram sanitizadas e receberam equipamentos de proteção de uso individual e coletivo.

As escolas da rede municipal vão oferecer atividades híbridas, presenciais e on line. As aulas presenciais têm a duração reduzida, com três horas diárias e limitação máxima de 50% de ocupação nas salas. No Ensino Fundamental 1, há revezamento semanal, já na Educação Infantil as crianças podem ir para a escola todos os dias e os alunos são divididos em grupos nos turnos da manhã ou da tarde. As escolas foram reorganizadas, para respeitar o distanciamento.

A recomendação para professores e alunos é manter o uso de máscara, respeitar o distanciamento e adotar medidas sanitárias, como a lavagem das mãos com água e sabão e álcool em gel. Nos momentos de socialização, como na entrada e saída, no recreio e atividades esportivas, deve-se respeitar as orientações sobre a ocupação dos espaços.

A Prefeitura também vai adotar outras medidas para a retomada ser efetiva. Foi estabelecido um sistema, o Busca Ativa, para trazer todas as crianças de volta à escola. Além disso, foi estabelecido o programa de inclusão digital Educação XXI, que prevê o auxílio para professores comprarem equipamentos, a contratação de dados patrocinados e faremos ainda a entrega de tablets para os alunos”, afirmou o secretário.

Já o Programa de Aprendizagem Intensiva tem o objetivo de recuperar conteúdos, trabalhando o reforço escolar, investindo na alfabetização de todos os alunos, além de programas de monitoria com agentes de inclusão digital. Desde o início deste ano letivo, as aulas online são oferecidas através da Plataforma Niterói em Rede, um ambiente virtual de aprendizagem próprio, onde se encontram disponíveis diversos conteúdos.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email