Niterói por niterói

Publicado

Niterói na frente na corrida da vacinação

Cidade está acima da média n acional e tem números melhores do estado: 61,4% já tomaram a primeira dose e 25,4%, as duas doses
Em São Gonçalo, que já vacinou maiores de 18 anos, comparecimento foi de 75% entre maiores de 60 anos, mas caiu para 54% no grupo de 22 anos

Niterói está acima da média nacional na aplicação da vacina contra a Covid. No Mapa do Ministério da Saúde, o número em destaque é o da aplicação das duas doses ou dose única da imunização. Até agora, 33.229.814, 16% do total população. Em Niterói, os números são melhores: 137,9 mil imunizados, o equivalente a 26,8% da população total. A aplicação da primeira dose já atingiu 316.599 pessoas, 61,4% do total.

Mesmo em São Gonçalo, município que acelerou a vacinação e já convocou todos os grupos maiores de 18 anos previstos no Programa Nacional de Imunização, as taxas são menores: foram vacinados com dose única ou a segunda dose 101.654 pessoas, 11,9% da população. Na capital, a vacinação chega a 23,8%.

A Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro festeja o avanço da vacinação, que coloca o estado entre os cinco que mais vacinaram. À medida que a imunização avança, cai o número de óbitos causados pela doença, com destaque para a queda registrada entre o fim de maio e o início de julho no estado. Segundo o Painel Coronavírus Covid-19 (https://painel.saude.rj.gov.br/monitoramento/covid19.html), na Semana Epidemiológica 22 (entre 30 de maio e 05 de junho), a Secretaria registrou 950 mortes causadas pelo vírus. Já na Semana Epidemiológica 26, que representa período de 27 de junho a 03 de julho, o Rio de Janeiro teve 374 mortes provocadas pela doença, ou seja, uma redução de 60%.

O Mapa de Risco da Covid-19, divulgado na última sexta-feira (16), pela Subsecretaria de Vigilância e Atenção Primária à Saúde, mostra também uma redução de 26% nas internações por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) na comparação da Semana Epidemiológica 26 (27 de junho a 03 de julho) com a 24 (13 a 19 de junho) de 2021.

Ainda assim, o secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe, ressalta que ainda é preciso que as medidas de prevenção sejam respeitadas e que os municípios continuem avançando na vacinação. Só assim, a imunização coletiva será alcançada.

Vacinação acelerada

Seis meses depois do começo da campanha de vacinação, a quantidade de moradores de Niterói com a imunização completa parece, enfim, ter acelerado. Nas duas primeiras semanas de julho, o crescimento da chamada cobertura vacinal (duas doses) foi de 37%. De acordo com o Vacinômetro da Prefeitura, a cidade atingiu a marca de 100 mil vacinados com as duas doses em 2 de julho. Já o balanço do dia 15 trazia 137,9 mil imunizados, o equivalente a 26,8% da população total.

Os dados de julho representam um salto em relação ao que foi registrado no mês passado. O A Seguir: Niterói mostrou que na primeira quinzena de junho a média de aplicações de segunda dose não chegava a 500. Nas primeiras semanas de julho, em média 3.300 pessoas completaram o esquema vacinal todos os dias, considerando que os postos não abrem aos domingos.

A aceleração da cobertura vacinal tem algumas explicações. Em abril, a campanha de vacinação teve seu auge no Brasil, e Niterói acompanhou esse ritmo, chegando a ter 14 mil primeiras doses aplicadas em 24 horas, entre Coronavac e AstraZeneca. Como o intervalo entre as duas vacinas é diferente, quem foi vacinado com o imunizante do Butantan recebeu a segundo dose em três semanas, mas o intervalo do produto da Fiocruz, de 12 semanas, está vencendo em julho.

Somado a isso, no último mês, a chegada das primeiras doses da vacina da Janssen, de dose única, também alavancou a imunização completa. De acordo com a Prefeitura, a cidade aplicou 12.240 doses deste imunizante, que corresponde ao esquema vacinal completo. A volta da Coronavac aos postos em meados de junho também impulsionou os dados de julho, mais uma vez devido ao intervalo de três semanas entre as doses.

Na última semana, a Prefeitura de Niterói liberou o agendamento da segunda dose através do aplicativo Colab. Trata-se de mais uma iniciativa para incentivar o retorno da população aos postos de vacinação para completar o esquema vacinal. Ao longo da semana, o A Seguir: Niterói solicitou à Secretaria Municipal de Saúde o número atualizado de pessoas com a segunda dose em atraso, mas não obteve resposta.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email