Niterói por niterói

Publicado

Niterói mantém planejamento, e máscaras seguem obrigatórias até 2022

Por Redação
| aseguirniteroi@gmail.com
Flexibilização na capital fluminense não será seguida na cidade, onde a desobrigação do item de proteção será gradual
Niterói mantém planejamento, e máscaras seguem obrigatórias até 2022
Uso de máscaras será flexibilizado em Niterói em 2022. Foto: Gustavo Stephan

Enquanto o Rio e o Distrito Federal anunciam a flexibilização do uso de máscaras, Niterói mantém o plano original: o item segue obrigatório até 2022. De acordo com o Programa Novo Normal, a partir de 1º de novembro, a proteção se tornará opcional apenas para a prática de atividades físicas ao ar livre, desde que o distanciamento de um metro entre as pessoas seja respeitado. Outras liberações, no entanto, só na fase 3 do programa, prevista para janeiro.

Segundo o decreto da Prefeitura de Niterói, na fase 3, será suspensa a obrigatoriedade do uso de máscaras em locais abertos, exceto para pessoas pertencentes a grupos de risco, como imunossuprimidos, gestantes e idosos. O decreto não traz outras possibilidades de flexibilização da proteção individual. Ao contrário, o texto adverte que o uso será mantido, diante da possibilidade do surgimento de novas variantes.

Em Niterói, seguindo o conselho de especialistas, a Secretaria de Saúde avalia que o planejamento original, publicado em setembro, deve ser mantido rigorosamente. Ainda não é momento de abrir mão das máscaras na maior parte dos ambientes, apesar dos bons índices de vacinação na cidade. Isto porque o cenário regional também precisa ser levado em conta, e o fato é que os municípios vizinhos ainda não alcançaram os mesmos níveis de imunização da cidade.

Cidade do Rio aguarda aval do estado

A cidade do Rio publicou, nesta quarta-feira, o decreto que libera o uso da máscara de proteção facial em locais abertos e sem aglomeração na capital. A Prefeitura espera apenas que o Governador Cláudio Castro sancione a lei que autoriza os municípios a tomarem a medida de forma independente.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email