Niterói por niterói

Publicado

Niterói já teve mais de 200 tiroteios em 2021, mostra levantamento

Cubango, Ingá, Engenhoca e Santa Rosa são os bairros mais violentos da cidade depois do Fonseca
Operação da Polícia Civil em Niterói. Foto- Divulgação
Operação policial em Niterói. Foto: Divulgação

Levantamento do Instituto Fogo Cruzado traz um triste retrato da violência armada em Niterói. Em setembro, a cidade ultrapassou a marca de 200 tiroteios em 2021. Foram, mais especificamente, 201 ocorrências, que resultaram em 60 mortos, dois deles policiais, e 60 feridos, dos quais seis eram agentes de segurança. Mais da metade das trocas de tiros envolveram a polícia: 104 no total.

Ainda de acordo com os dados do Fogo Cruzado, o Fonseca segue isolado como o bairro mais violento da cidade. Dos 201 tiroteios do ano, 44 deles foram no bairro, deixando 19 vítimas fatais. A maioria das ocorrências foi em maio, quando os moradores conviveram com o terror de uma disputa sangrenta por territórios conflagrados pelo tráfico de drogas.

O ranking dos bairros com mais trocas de tiros é seguido por Cubango (21), Ingá (19), Engenhoca (18) e Santa Rosa (15). Mas, na lista de bairros com mais baleados, a ordem muda, e o Cubango, tristemente, toma a dianteira:

  • Cubango: 7 feridos
  • Fonseca: 6 feridos
  • Santa Rosa, Engenhoca e Barreto: 4 feridos cada
  • Ingá e Centro: 3 feridos cada

Sobre o Instituto Fogo Cruzado

O Instituto Fogo Cruzado usa tecnologia para produzir e divulgar dados abertos e colaborativos sobre violência armada. Com metodologia própria, o laboratório de dados da Instituição produz mais de 20 indicadores inéditos sobre violência nas regiões metropolitanas do Rio e do Recife.

Por meio de um aplicativo de celular, o Fogo Cruzado recebe e disponibiliza informações sobre tiroteios, checadas em tempo real. Elas estão disponíveis no único banco de dados aberto sobre violência armada da América Latina, que pode ser acessado gratuitamente pela API do Instituto.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email