Niterói por niterói

Publicado

Niterói faz mutirão para ninguém ficar sem vacina; médicos de família vão bater de porta em porta

Cidade já vacinou 94,3% da população com mais de 18 anos com a primeira dose; imunização completa atinge 52,2%
Prefeitura de Niterói vai buscar atrasados. Foto- Divulgação
Prefeitura de Niterói vai buscar “atrasados”. Foto: Divulgação

Procuram-se 23.741 moradores de Niterói que ainda não receberam a primeira dose da vacina. Até agora, 385.593 pessoas com mais de 18 anos já receberam a primeira dose da vacina. Isso equivale a 94,2% do público-alvo. Mas a Secretaria de Saúde de Niterói não quer deixar ninguém sem vacina e definiu um programa para identificar e vacinar quem por alguma razão não se vacinou.

– Ninguém fica para trás na vacinação em Niterói – sustentou o Secretário Rodrigo Oliveira em live com o Gabinete de Crise da Prefeitura, A vacinação chega ao último grupo, maiores de 18 anos, e depois disso, “todos estarão em repescagem”. Quem não recebeu a primeira dose pode procurar os postos de vacinação, enquanto continua a aplicação da segunda dose, que deve se prolongar até novembro.

O governo do município determinou que os médicos de família façam “uma busca ativa” para identificar as pessoas que ainda não se vacinaram, para que recebam a primeira dose.

Alta adesão

A Prefeitura festejou a alta adesão da população da cidade ao programa de vacinação. Segundo o Secretário, Niterói vacinou rápido e com eficiência, e hoje tem a melhor taxa do estado.

No caso da segunda dose, o número de pessoas que não se apresentaram psara completar a imunização é bem menor do que os 12% apresentados pelo Ministério da Saúde. ” A gente teve uma perda de segunda dose, que são as pessoas que deveriam ter tomado, de apenas 5% do total das pessoas que já tomaram”, afirmou Rodrigo Oliveira.

Pelos dados mais recentes da vacinação em Niterói, o número de pessoas com a imunização completa era de 213.638 até a noite de quarta-feira, 52,2% do público-alvo, o que mostra que os “atrasados” passam de dez mil. Para tentar chegar até esse grupo, a Prefeitura anunciou que vai entrar em contato de maneira ativa, usando diferentes abordagens.

— Vamos mudar algumas medidas para não deixar ninguém para trás. Vamos iniciar a busca ativa de quem poderia tomar a primeira dose e não tomou e quem ainda não tomou a segunda dose. O Médico de Família fará visitas, e a central de monitoramento vai entrar em contato por telefone — anunciou.

Oliveira informou, ainda, que a Prefeitura vai intensificar a campanha de conscientização sobre a importância de se vacinar e voltar para a D2. Também serão usados os sistemas de sirenes da cidade e mensagens por SMS.

A vacinação no estado

O Estado do Rio de Janeiro alcançou, nesta quinta-feira (19), a marca de 70,53% da população vacinada com a primeira dose contra a Covid-19. A população fluminense com 18 anos ou mais estimada pelo Ministério da Saúde (MS) é de 13.403.453 pessoas e, desse total, 9.457.893 já receberam ao menos uma dose da vacina. Além disso, 4.296.127 pessoas já receberam a segunda aplicação ou a dose única da vacina, ou seja, 32,05% da população adulta já está completamente imunizada.

– É de extrema importância continuarmos avançando na campanha da vacinação contra a Covid-19, principalmente diante da circulação da variante Delta no estado. Analisando o cenário epidemiológico, observamos um pequeno aumento no número de casos, porém os casos graves e internações não aumentaram na mesma proporção. Isso nos leva a crer que a vacinação está resultando efeito – analisa o secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email