Niterói por niterói

Publicado

Niterói decide nesta sexta-feira (11) se abandona máscara e passaporte de vacina

Por Redação
| Aseguirniteroi@gmail.com
Município reúne Comiitê Científico para avaliar efeito do Carnaval na Covid
mapa
Mapa de risco da Covid no estado do Rio mostra bandeira verde em Niterói e na Região Metropolitana II

O Painel da Covid no estado do Rio indica risco baixo de contaminação, bandeira amarela, pela quarta semana consecutiva. Na Região Metropolitana II, onde está Niterói, o risco é ainda menor: bandeira verde, uma situação inédita em dois anos de pandemia. A questão, agora, é saber: qual o momento de reduzir ou eliminar restrições como o uso de máscaras e a exigência do comprovante de vacina? O governo do estado entregou a decisão às prefeituras, em função das disparidades regionais.

Em Niterói, a Prefeitura decidiu convocar o Comitê Científico para uma reunião nesta sexta-feira (11), às 17 h, para avaliar os riscos de caminhar para a normalidade, como estão fazendo diversas cidades do mundo, que, com a ajuda da vacina, passaram pela ômicron. O Rio deve fazer o mesmo. A tendência, aqui, é que as medidas sejam relaxadas, primeiro o uso de máscaras em lugares abertos; na sequência, a retirada em lugares fechados e; depois a exigência de comprovante de vacinação.

A Secretaria de Saúde do Município quer agir com cautela, para avaliar os efeitos do carnaval no contágio da Covid. No ano passado, a variante  Delta parecia estar sob controle, quando os casos da ômicron explodiram nas festas de fim de ano.

Os indicadores são positivos. Na última Semana Epidemiológica, a SE 10, encerrada neste sábado 5, o número de casos repetia a queda  das últimas quatro semanas. A  taxa de ocupação hospitalar na cidade chegou a 11% dos leitos reservados para doentes de Covid e apenas 2% das UTIs, um percentual que se assemelha mais a surtos de gripe do que dos picos da pandemia.

Os registros ainda não apontam efeitos do carnaval, quando a cidade viveu grandes concentrações nas praias, apesar de suspensas as festas do carnaval.

 

COMPARTILHE