Niterói por niterói

Publicado

Na primeira quinzena de outubro, Niterói teve mais baleados do que em todo o mês passado

Número de tiroteios registrados pela plataforma Fogo Cruzado este mês já se aproxima do total de setembro
Operação da Polícia Civil em Niterói. Foto- Divulgação
Niterói teve mais baleados no começo de outubro do que em setembro. Foto: Divulgação

Outubro começou sangrento em Niterói, é o que revelam os dados parciais da plataforma Fogo Cruzado. Na primeira quinzena do mês, o registro de mortos e feridos por arma de fogo já supera os dados coletados nos 30 dias de setembro. Foram três mortos e oito feridos, em apenas duas semanas. No mês anterior, foram sete baleados, um deles morreu.

Depois de um mês de setembro relativamente mais tranquilo em relação às estatísticas de segurança pública, os dados de outubro mostram que a violência armada ainda avança. No mês passado, o número total de tiroteios registrados na plataforma chegou a 15. Dez tiveram presença da polícia. Em outubro, só na primeira quinzena, já houve 13 ocorrências, sete com participação de agentes de segurança.

Outubro
Todos os tiroteios: 13
Mortos: 3 civis
Feridos: 8 civis
Presença da polícia: 7

Setembro:
Todos os tiroteios: 15
Mortos: 1 policial
Feridos: 6 civis
Presença da polícia: 10

Setembro não foi o mês mais violento do ano em Niterói, mas foi o período em que a cidade ultrapassou a triste marca de 200 tiroteios no ano. Foram, mais especificamente, 201 ocorrências, que resultaram em 60 mortos, dois deles policiais, e 60 feridos, dos quais seis eram agentes de segurança. Mais da metade das trocas de tiros envolveram a polícia: 104 no total.

Ainda de acordo com os dados do Instituto Fogo Cruzado, o Fonseca segue isolado como o bairro mais violento da cidade. Dos 201 tiroteios do ano, 44 deles foram no bairro, deixando 19 vítimas fatais. A maioria das ocorrências foi em maio, quando os moradores conviveram com o terror de uma disputa sangrenta por territórios conflagrados pelo tráfico de drogas.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email