Niterói por niterói

Publicado

Moradores do Palácio denunciam violência policial e farão protesto nesta sexta contra morte de jovem

Por Amanda Ares
“Enquanto não reformulamos a segurança pública no Rio de Janeiro isso nunca vai parar”, afirma vereadora; Prefeitura lamenta morte
Moradores querem justiça para o caso e melhoria na política de segurança pública. Divulgação
Moradores querem justiça para o caso e melhoria na política de segurança pública | Foto: Divulgação

A morte do jovem Elias Lima de Oliveira, 24 anos, deixou os moradores do Morro do Palácio, no Ingá, em alerta. A polícia admite que confundiu o entregador de aplicativo com um criminoso procurado, o que deixa moradores com medo e revoltados com o critério para se puxar o gatilho contra um morador de favela em Niterói.

Para protestar contra o crime e exigir Justiça para o caso, além de uma política de segurança pública que funcione também para eles, a Associação de Moradores do Morro do Palácio organizou um novo protesto, a ser realizado nesta sexta-feira, às 17h.

Emocionada no velório de Elias e  moradora da comunidade há vários anos, a vereadora Walkíria Nichteroy (PCdoB), diz  que o que aconteceu ontem foi fruto de uma ação não planejada, sem inteligência e baseada somente na brutalidade e violência policiais:

– Foi uma ação de covardia. Mais uma vez eles tentaram forjar um flagrante contra um rapaz notadamente inocente, tanto que comoveu a comunidade a ponto de acontecer um ato.

Durante o protesto de quarta-feira, moradores destacavam que, apesar de a comunidade ser localizada no Ingá, Zona Sul de Niterói, a realidade da vida dos moradores no quesito segurança é bem diferente dos demais vizinhos. A vereadora disse que o protesto foi pacífico e que a comunidade vai cobrar uma resposta sobre a morte de Elias:

– Vamos cobrar justiça para que isso seja respondido, a comunidade não vai aguentar isso fácil. Queremos defender a memória do Elias, que era um trabalhador

A vereadora conversando com os policiais no protesto de moradores do Palácio nesta quarta-feira. Divulgação

A Prefeitura de Niterói emitiu uma nota lamentando a morte de Elias, e disse que está prestando apoio à família, e que acompanha o caso. Também relembrou do Pacto Niterói Contra a Violência, que conjuga uma série de programas e políticas públicas de apoio a segurança pública, inteligência, mediação de conflitos e, em outra ponta, formação e geração de renda para jovens.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email