Niterói por niterói

Publicado

Ministério da Saúde faz campanha publicitária que pouco ajuda no combate à Covid

De todas as recomendações da Organização Mundial da Saúde contra a Covid, o governo federal escolhe promover “ambientes ventilados”
A campanha do governo federal exibida na orla de Niterói, em São Francisco. Foto- leitor
A campanha do governo federal exibida na orla de Niterói, em São Francisco. Foto: leitor

As recomendações do Ministério da Saúde para o enfrentamento da Covid são bem conhecidas. Até nas escolas do Ensino Básico as medidas são repetidas pelas crianças: distanciamento social, o uso de máscaras, a limpeza das mãos com sabão ou álcool. Em boa parte das cidades, existem até marcas no chão, dispositivos sanitários e exigência dos equipamentos de proteção. No entanto, a campanha que o Ministério da Saúde escolheu divulgar a recomendação de “manter o ambiente ventilado.”

Os anúncios aparecem em várias posições de mídia exterior espalhadas pela cidade, como nos totens da orla marítima. Com atraso – e depois de muitos questionamentos, que renderam uma CPI – o governo do Presidente Jair Bolsonaro decidiu apresentar uma campanha publicitária de prevenção da Covid. Mas evita uma comunicação mais direta, sobre a necessidade de distanciamento e o uso de máscaras, as primeiras regras contra o coronavírus. O Presidente, afinal, chamou a Covid de gripezinha, recomendou o uso da Cloroquina e desdenhou das pessoas sufocadas pela doença. Também se vangloria de andar sem máscaras e promover aglomerações.

No cartaz, exibido num ponto de ônibus, a céu aberto, a recomendação é: “mantenha os ambientes ventilados”. A indicação de distanciamento e limpeza das mãos aparece em ícones gráficos. Não há referência ao uso de máscaras, obrigatório em Niterói e em grande número de cidades brasileiras.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email