Niterói por niterói

Publicado

‘Mais um jovem negro assassinado’, lamenta Prefeito sobre morte de rapaz na estação das barcas

Por Redação
| aseguirniteroi@gmail.com
Viúva do vendedor de balas morto a tiro afirma que família dependia do trabalho do jovem assassinado
hiago macedo, 21 anos
Vendedor de balas tinha 21 anos e juntava dinheiro para o aniversário da filha. Foto: Reprodução

O Prefeito de Niterói, Axel Grael, usou suas redes sociais para se manifestar sobre a morte do jovem Hiago Macedo, de 21 anos, baleado na tarde desta segunda-feira (14), em frente à estação das barcas, no Centro de Niterói. O Prefeito associou o crime ao racismo.

“Lamento profundamente a perda precoce de Hiago Macedo de Oliveira Bastos, jovem de 21 anos. Hiago perdeu a vida de forma violenta hoje, em frente à Estação Arariboia. Mais um jovem negro assassinado num cenário de banalização da vida. Estou acompanhando o caso desde cedo, em contato com a Secretaria de Direitos Humanos e a Secretaria Assistência Social e Economia Solidária que estão oferecendo apoio à família. A Secretaria de Ordem Pública afastou guardas municipais e está apurando a conduta utilizada após o crime. Entendemos que Segurança Pública não se faz com violência e sim com ações integradas, garantindo a cidadania e os direitos de todos os cidadãos. Toda minha solidariedade à família de Hiago.”

A viúva de Hiago, Thais Oliveira dos Santos, afirmou que a família não tem dinheiro para realizar o enterro do marido.

“Nem para o enterro dele a gente tem. A gente dependia do dinheiro que ele recebia vendendo  balas para sustentar a família”, desabafou ela em entrevista à TV Record.

Thais informou  que Hiago estava vendendo balas e juntava dinheiro para o aniversário da filha, que completa 2 anos nos próximos dias.

Em nota, a Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG) informou que foi acionada e investiga o caso. Os agentes estão ouvindo testemunhas e buscarão imagens de câmeras de segurança instaladas na região para tentar esclarecer todos os fatos.

COMPARTILHE