Niterói por niterói

Publicado

Mais de 10 mil ‘atrasados’ tomaram a 1ª dose desde o anúncio do passaporte sanitário

Postos de Niterói continuam recebendo pessoas que só agora decidiram ficar em dia com a imunização
mais-de-10-mil-atrasados-tomaram-a-1ª-dose-desde-o-anúncio-do-passaporte-sanitário
Cobertura da primeira dose ainda cresce. Foto: Prefeitura de Niterói

Já era começo da noite de 13 de setembro quando a Prefeitura de Niterói divulgou que prorrogaria os benefícios sociais até dezembro, mas só para vacinados. No dia seguinte, as suspeitas de que os planos era mais amplos se confirmaram: em transmissão do gabinete de crise, o Prefeito Axel Grael anunciou a instituição do passaporte sanitário a partir de 1º de outubro. Começava ali uma corrida dos niteroienses aos postos para ficar em dia com a vacinação. E o número de vacinados ainda cresce na cidade.

Desde 14 de setembro, mais de 10 mil niteroienses disseram sim à vacina. Seja pelo temor de não receber mais os auxílios municipais, ou finalmente convencidos de que a imunização é o único meio de voltarmos à normalidade, o fato é que moradores da cidade continuam comparecendo aos postos. Quando a campanha parecia não ter mais como avançar, a cobertura da primeira dose continuou crescendo.

Entre o anúncio das primeiras restrições e o dia 1º de outubro, quando começou a valer a exigência do comprovante de vacinação em espaços públicos, boates, eventos e para a manutenção dos programas sociais, 8.958 pessoas tomaram a primeira dose da vacina. E na primeira semana de outubro, diante da realidade que se impôs de limitações aos não vacinados, 1.612 moradores de Niterói iniciaram a imunização. Ao todo, o número de novos vacinados aumentou em 10.570, até o último balanço, divulgado na manhã de sexta-feira (8).

Desde o começo da campanha de vacinação, em janeiro, 85,5% da população de Niterói recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid. Em relação aos maiores de idade, o número de doses aplicadas equivale a mais de 100% da estimativa populacional do grupo. Já a segunda dose foi aplicada em 68% dos habitantes da cidade e em 85,5% dos adultos.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email