Niterói por niterói

Publicado

Mais da metade das ocorrências de acidentes em Niterói envolve moto

Dos 857 chamados deste ano, 574 envolveram motos, de acordo com levantamento do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro
Foto- Reprodução Prefeitura de Niterói
Foto: Reprodução Prefeitura de Niterói

O aumento de circulação de motos em Niterói durante a pandemia da Covid-19 resultou em um número elevado de acidentes na cidade. Dos 857 chamados deste ano, 574 envolveram motos. De acordo com o levantamento do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ). No ano de 2020, Niterói teve, no total, 495 ocorrências de quedas de moto, sendo 254 no período de janeiro a julho. Esse número se mantém ainda expressivo no mesmo período de 2021, com 261 ocorrências. Em relação ao atropelamento envolvendo motos, foram 72 chamados em todo ano de 2020 na cidade e 45 só nos primeiros sete meses.

De 1º de janeiro a 30 de julho de 2021, foram registrados 48 atropelamentos envolvendo motos. Em 2020, foram 45 nos primeiros sete meses e 72 chamados em todo ano. Dos primeiros sete meses de 2020, foram 846 chamados de Capotagem e Colisão de veículos, sendo que 585 envolveram motocicletas.

Motos estão envolvidas em mais da metade dos acidentes no estado do Rio

O crescimento do número de acidentes envolvendo moto atinge todo o estado do Rio de Janeiro. Segundo o levantamento do Corpo de Bombeiros, as motos estavam em 56% dos acidentes de trânsito em todo o território fluminense em 2020. O alto consumo por delivery somado às baixas condições oferecidas aos entregadores faz com que eles se arrisquem para conseguir a maior quantidade de entregas.

A corporação indica alguns fatores que podem ter contribuído para o aumento da participação das motos nos acidentes: a redução da circulação de veículos de passeio, o que deixou as pistas livres para a aceleração de motociclistas imprudentes e o aumento da demanda por profissionais de entrega por delivery durante o período de pandemia. Aplicativos de entrega chegaram a registrar 300% de crescimento no número de pedidos de cadastros de entregadores.

Outro fator que justifica esse aumento é o caso de motociclistas de aplicativos que muitas vezes transitam com excesso de velocidade ou sem os acessórios de segurança obrigatórios. A falta de rigor na fiscalização em alguns locais é prejudicial para os motociclistas, que acabam desafiando as leis do trânsito na ausência de um maior controle por parte das autoridades.

Além disso, o alto número de acidentes também pode ser explicado pelos riscos que a moto oferece. Na ausência de equipamentos de proteção, como o para-choque, muitos motoristas acabam se acidentando. Ou, até mesmo, pessoas distraídas no celular no carro podem representar risco aos motociclistas.

Procurada pelo A Seguir: Niterói, a Prefeitura não respondeu o balanço de acidentes, por bairro, envolvendo moto até a publicação desta reportagem.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email