Niterói por niterói

Publicado

Maíra Freitas e Jazz das Minas se apresentam no Sesc Niterói

Por Redação
| aseguirniteroi@gmail.com
Sexteto feminino tem repertório de música preta formado majoritariamente por artistas mulheres
WhatsApp Image 2022-05-24 at 15.12.48
Show será nesta sexta às 19h, no Sesc Niterói, em São Domingos. Foto: Divulgação

O grupo Maíra Freitas e Jazz das Minas desembarca no Sesc Niterói na próxima sexta-feira, dia 27 de maio às 19h. O sexteto feminino formado por Maíra Freitas (piano/voz e direção musical), Samara Libano (violão 7 cordas), Monica Avila (sax/flauta/voz), Marfa Kurakina (baixo elétrico), Flavia Belchior (bateria/voz) e Rapha Morret (percussão) apresenta o show que celebra, a partir de uma interpretação própria, a música preta brasileira e mundial. A apresentação oferece meia-entrada a mulheres e pessoas pretas.

A ideia de montar a banda surgiu em 2019, quando Maíra foi convidada a participar do festival Jazzing, em Angola. “Foi a oportunidade de colocar em prática a ideia que eu já vinha falando há algum tempo, de que o mercado da música é muito masculino e isso tem muito a ver com as oportunidades que são dadas às mulheres. Certa vez eu ouvi de um empresário que, por estar grávida, eu ficaria uns dois anos sem trabalhar – e grávida eu fiz turnê com Gilberto Gil”, pontua a multiartista.

– Um dia, um amigo me falou que achava que jazz era coisa de branco, mas não é. Nem na origem, nem na atualidade, pois estamos aqui levando esse gênero de origem preta com o apoio do Sesc para lugares como Madureira, São João de Meriti, São Gonçalo, Ramos. Vamos fazer jazz com Alcione e Leci, improvisos e rearranjos com Jovelina e Luedji. Nossa música pega a essência do jazz e transmuta. Jazz no sentido mais amplo da palavra, jazz porque é livre. Uma roda de partido alto é jazz, os tambores de um terreiro fazem jazz, o hip hop e a cantiga de ninar também – aposta Maíra, cujo repertório contém músicas autorais e releituras de clássicos nas vozes de Nina Simone, Elza Soares, Sandra de Sá, Gilberto Gil, Leci Brandão, Dona Ivone Lara e Milton Nascimento, além de autoras contemporâneas como Mart´nália e Caio Prado.

Do palco aos bastidores, a equipe é majoritariamente feminina. Em cena será projetado o conteúdo criado por Ani Haze, artista especializada em video mapping que desenvolveu imagens em looping a partir de suas percepções sobre cada canção que compõe o repertório. Música a música, será a VJ Raina Rosa controlando as projeções dessas imagens em cada show.

– Esse show é sobre cura. Somos mulheres diversas se divertindo no palco. Começamos o show cantando ‘Mulher do Fim do Mundo’ porque o mundo acabou e a gente está aqui sobrevivendo à base de encantamento e resistência – reforça Maíra.

Inicialmente um quarteto com bateria, teclado, violão 7 cordas e baixo acústico, o Jazz das Minas veio ganhando corpo e suingue com a incrementação de percussão, sax, flauta e vozes. Em 2021 a banda participou do festival Sesc Jazz, em São Paulo, com ingressos esgotados e excelentes críticas. Em 2022, o sexteto sacudiu a plateia da FLUP (Festa Literária das Periferias) no Museu de Arte do Rio.

SERVIÇO:

SHOW MAÍRA FREITAS & JAZZ DAS MINAS – CIRCULAÇÃO SESC
Data: 27 de maio
Horário: 19h
Local: SESC NITERÓI
Endereço: R. Padre Anchieta, 56 – São Domingos, Niterói

Ingressos:

R$ 10 (inteira)
R$ 5 (meia entrada em casos previstos por lei, professores e classe artística com documento comprobatório)
R$ 2,50 para comerciários com carteira SESC
Gratuidade (Credencial Sesc Plena e PCG)
CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA – Livre

COMPARTILHE