Niterói por niterói

Publicado

MAC 25 anos: domingo de sol foi convite para visitar o museu

Visitantes aproveitaram o dia de sol e a entrada gratuita para voltar a frequentar o museu
Dia de fotografar em frente ao MAC e ver a exposição de aniversário. Foto- Amanda Ares
Dia de fotografar em frente ao MAC e ver a exposição de aniversário. Foto: Amanda Ares

O dia lindo de clima ensolarado e a entrada gratuita animaram o público a visitar o MAC neste domingo, quando a área externa ganhou um colorido a mais, parte das comemorações de 25 anos dessa maravilha da arquitetura. Próximo do horário de fechar, às 15h30, ainda havia mais de cem pessoas circulando pelo pátio ou na rampa de acesso ao espaço interno. Muitos já não iam ao Museu de Arte Contemporânea há mais de um ano, por causa da pandemia, e o dia atípico de inverno, com calor de 28 graus, tornou esta uma excelente oportunidade para quebrar o jejum.

Domingo de sol atraiu muita gente para o museu. Foto: Amanda Ares

Fotógrafos, casais de mãos dadas, e crianças, faziam fotos aproveitando a paisagem, e também a estrutura do museu, que parece um disco voador, uma flor, um enorme prato que pode ser carregado sobre os braços. Ana Júlia, que veio de São Gonçalo com a família fazer seu book de 15 anos, aproveitou a fotógrafa do A Seguir: Niterói para registrar a primeira visita ao museu em anos. A estudante tem tido aulas em casa, à distância, e diz que sente falta das excursões da escola a museus, como o MAC:

– A escola fazia [passeios]. Ano passado não teve, não. É diferente, é mais dinâmico, mais legal, aprende melhor.

Ana Júlia, 14 anos, foi fazer fotos para o book de 15 anos. Foto: Amanda Ares

A turismóloga e estudante de administração Ângela Pereira, 28 anos, foi a guia da família. A prima Giselle Santos (27) e as tias Neide Barros (60) e Simone Conceição (53), também evitaram ir a museus durante o momento mais difícil da pandemia. Vacinadas, elas sentem mais confiança e estavam felizes em poder aproveitar o domingo de sol no espaço. Simone, 53 anos, compara a cidade antes e depois da construção do museu:

– Eu frequentava isso aqui antes de ter o MAC. Na minha adolescência, eu costumava vir aqui. Vi levantar o museu, e vi toda a polêmica de “tem que ter museu, não tem”. E olha que coisa boa! Sempre achei que tinha que ter. Até então, só tinha aqueles barzinhos ali em Boa Viagem, e agora tem isso aqui. Acho lindo, sempre achei que tinha que ter.

Ângela ficou sabendo nesse domingo que durante todo o resto do ano, moradores de Niterói podem entrar gratuitamente no museu. A condição é apresentar o comprovante de residência e identidade na recepção. Ela pretende voltar para ver mais da exposição comemorativa.

Ângela Pereira, 28 anos, na exposição de 25 anos. Foto: Amanda Ares

Mãe e filha, Katia e Katiane Souza disputavam o monumento aos 25 anos do museu com várias outras pessoas que também queriam fotografar ali na frente. Elas disseram que pretendem ir novamente e levar amigos para ver:

– As fotos do Cristo, mostrando as mãos do Cristo, as imagens dos santos, muito interessante. Tem muita coisa boa. Eu vou vir de novo e trazer minhas amigas.

Katia conseguiu finalmente fotografar a mãe em frente ao monumento dos 25 anos do museu. Pátio ficou cheio durante todo o dia. Foto: Amanda Ares.

Em virtude do aniversário de 25 anos, a entrada no MAC é gratuita durante todo o mês de setembro. A entrada é de terça à domingo, de 11h às 16h.

Interior da mostra. Foto: Amanda Ares

No salão, imagens da construção, documentos, publicações, entre outros itens sobre a origem do projeto do MAC, em que é traçado um panorama das origens deste museu tão icônico e importante para Niterói. Outra exposições disponíveis são a 90|25 de Oscar Metsavaht, sobre os 90 anos do Cristo Redentor; a coleção Sattamini do MAC; também a exposição “Web Derive 01”, do projeto “Transeuntis Mundi”, da artista transmídia Cândida Borges e do artista colombiano e escritor Gabriel Mario Vélez; e também a Samba Exaltação”, segunda exposição individual do artista Felippe Moraes; além de uma série de programações especiais, com seminários, apresentações de dança e o projeto MAC Audiovisual.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email