Niterói por niterói

Publicado

Leonardo Giordano: ‘Niterói é cheia de produtores culturais, e o papel da Prefeitura é fomentar’

Por Redação
| aseguirniteroi@gmail.com
No Festival Vermelho, Secretário das Culturas falou de recentes investimentos na cultura de Niterói e comentou sobre o primeiro centro cultural do Fonseca
IMG_5372
O Secretário de Culturas, Leonardo Giordano, no Festival Vermelho, no Caminho Niemeyer

Política e Cultura. O primeiro dia do Festival Vermelho, em Niterói, foi intenso, com homenagens, palestras, shows e apresentações artísticas. O Secretário das Culturas de Niterói, Leonardo Giordano (PCdoB), em conversa com o  A Seguir: Niterói,  falou  sobre a atuação do partido no governo de Niterói e na frente legislativa para viabilizar a produção cultural.

– O PCdoB sempre teve uma vinculação muito grande com a área  cultural. Na história do partido, tem muitos nomes de artistas que foram comunistas. E esse evento ser sediado aqui no Teatro Popular, que cujo conjunto desenhado pelo Oscar Niemeyer, que era um comunista, torna isso tudo ainda mais potente.

Ele comentou recentes contribuições do partido para a cultura, em âmbito nacional e também municipal, como a aprovação da Lei Aldir Blanc II, de autoria da deputada federal Jandira Feghali (PCdoB).

Em Niterói, o Secretário também pode elencar exemplos do trabalho dos vereadores do partido:

– Nas políticas públicas, eu posso citar que no ano passado, a Secretaria fez quase 15 milhões de reais em editais de financiamento de projetos culturais [de Niterói], e que mais da metade deles não estava na zona sul da cidade. Significa descentralizar os investimentos do eixo Centro-Sul.

Outro exemplo citado é o orçamento de cultura participativo. É a primeira experiência de orçamento participativo da Cultura. Ele explicou que o uso do orçamento citado acima será decidido pelos próprios produtores culturais, que conhecem melhor que ninguém os projetos que precisam de apoio para realização.

– O governo não leva cultura para lugar nenhum, quem faz cultura é o morador, são os agentes culturais locais. As comunidades de Niterói são cheias de produtores culturais, cheias de atividades maneiras, e o papel da Prefeitura é fomentar.

Esta semana, em Niterói, também está acontecendo a 2a Semana do Circo de Niterói, produzida pela Cia Mala de Mão e artistas independentes, que acontece até este domingo (27). O Secretário comentou a inciativa:

– Eu acho fundamental. A cidade de Niterói ficou muitos anos sem fazer política pública para os artistas circense. Então, a Semana do Circo é incrível. Combate os preconceitos e ataques que o circo sofreu em Niterói desde o incêndio do Circo [Gran Americano]. E é nossa segunda política pública relacionada ao circo, depois de muitos anos.

Centro Cultural no Fonseca

O Secretário falou sobre a dificuldade em definir um prazo de entrega para o primeiro Centro Cultural da Zona Norte de Niterói. O equipamento já tem local definido: o casarão abandonado na Alameda São Boa Ventura. O terreno de quase dois mil metros quadrados terá uso multifuncional, abrigando biblioteca, teatro entre outras atividades. A dificuldade está em conseguir a autorização judicial para usar o espaço, uma que a desapropriação ainda não foi aprovada.

– A família [dona da casa] entrou na justiça dizendo que o valor oferecido pela Prefeitura não é suficiente. A gente mostrou e sustentou que o valor é suficiente, eles apelaram, e cabe agora à desembargadora avaliar. Agora não consigo dar um prazo, por que primeiro a gente tem que ter o prédio.

COMPARTILHE