Niterói por niterói

Publicado

Hospital Oceânico de Niterói ganha ala para tratamento pós-Covid

Espaço tem capacidade para atender até 48 pessoas por dia; unidade foi reestruturada para oferecer segurança e evitar contágios
Paciente em reabilitação no Hospital Oceânico. Foto- Prefeitura de Niterói
Paciente em reabilitação no Hospital Oceânico. Foto: Prefeitura de Niterói

O Hospital Oceânico ganhou um novo setor destinado a pacientes com eventuais sequelas da Covid-19. A inauguração do Centro de Reabilitação foi realizada na manhã desta segunda-feira, e o espaço já está em operação, com capacidade de atender 48 pessoas por dia.

— É um momento muito importante e de muito orgulho para a gente. É um trabalho pioneiro de recuperação dessas pessoas. Muitas delas passaram pelo hospital e podem ser atendidas aqui em continuidade, para que se recuperem plenamente — declarou o Prefeito Axel Grael.

Em seguida, o Secretário Municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, falou sobre os esforços para a adaptação dos serviços do hospital para a criação da nova ala. Ele destacou que o trabalho é todo baseado na experiência internacional de tratamento pós-Covid, o que inclui a organização do espaço, para que haja segurança no atendimento.

Ala foi inaugurada hoje e já está funcionando. Foto: Prefeitura de Niterói

— Importante vocês saberem que no processo de reorganização do Hospital, a gente separou o que é área Covid e pós. Então, todo o [andar] térreo está livre de Covid. Não tem fluxo cruzado, para que a gente consiga fazer o atendimento desse paciente — explicou.

Ainda de acordo com Oliveira, a Secretaria Municipal de Saúde vai fazer uma busca de todos os pacientes de Niterói que passaram pela rede SUS para que eles possam fazer o acompanhamento. Serão oferecidos atendimentos com fisioterapeuta, clínico geral, cardiologista, nefrologista, neurologista, nutrição e psicologia.

‘A gente ainda não se livrou da Covid’

Ao final, Axel Grael fez mais um apelo para que a população se vacine contra a Covid. Ele lembrou que em Niterói toda a população com mais de 18 anos já apta a tomar a primeira dose de imunzante, enquanto o calendário dos adolescentes e as aplicações de segunda dose segue sem interrupções.

— É muito imortante que quem não se vacinou ainda, em qualquer idade, procure um posto e se vacine. Vocês estão vendo quanto esforço estamos fazendo para a recuperação dos pacientes — frisou.

Grael afirmou, ainda, que a recuperação da economia passa pela prevenção à Covid, que vai desde a vacinação até as chamadas medidas não-farmacológicas: uso de máscaras, higiene e distanciamento social.

— Estamos pensando na retomada da economia e na geração de empregos, e é fundamental que a gente vire essa página. A gente ainda não se livrou da pandemia, a gente não se livrou da Covid — enfatizou. — É muito importante que todos continuem se protegendo, usando a máscara e evitando aglomeração. E a vacinação é uma responsabilidade coletiva com toda a nossa cidade.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email