Niterói por niterói

Publicado

Casos de Influenza dobram e já são maioria dos atendimentos na emergência, em Niterói

Por redação
| aseguirniteroi@gmail.com
Vacina protege o paciente contra os casos mais graves, informa médico da rede municipal
posto de vacina da gripe
São 49 postos disponíveis para vacinação contra a gripe na cidade

A gripe da Influenza é um vírus com diferentes variantes e que pela capacidade de mutação e características de contágio, retorna, anualmente, em algumas épocas específicas. Entre os sintomas estão febre alta, dor no corpo, dor de cabeça, tosse, congestão, coriza. Em casos graves, falta de ar, febre refratária ao uso de medicações, desidratações graves e quadros de muito acometimento pulmonar, que podem levar à internação.

De acordo com o médico Juan Valente Martins, o início de verão que vivemos neste momento não é tão típico para um surto de influenza:

– Viemos de algum tempo de isolamento social (mesmo que baixo) e uso de máscara na maior parte dos espaços. Com o “fim” ou diminuição expressiva dessas duas coisas, novos vírus circulam.

Médico da rede municipal e suplementar de saúde de Niterói, Juan já atendeu, no último mês, em 12h, entre 40 a 50 pessoas com a gripe, o dobro do que atendia nos 30 dias anteriores. Entretanto, ele explicou ao A Seguir: Niterói que o contágio da Influenza não deve levar, neste momento, à superlotação dos leitos de CTI como foi com a Covid-19.

– O que está acontecendo, seja no Rio ou Niterói, na rede pública ou particular, é um aumento expressivo da procura pelo serviço de saúde, sem que necessariamente isso se converta de maneira proporcional no número de internações, explica.

No fim de semana, o jornal o Globo reportou que 50% dos atendimentos na emergência do Niterói D’Or foram pacientes com sintomas de gripe. “Quarta passada, dos 274 atendimentos, 153 foram casos de gripe: 55,8%. A boa notícia é que não há sinal de retomada da Covid-19, segundo o diretor médico, Luiz Abelardo”, destacou o jornal.  Informou ainda que cerca de 60% dos atendimentos na emergência (adulta e pediátrica) do CHN, na mesma semana, se relacionavam a quadro gripal.

Importância da vacinação

De acordo com os médicos, o tratamento, na maioria dos casos, é repouso, hidratação e controle de sintomas como dor e febre.
Nos casos de maior gravidade podem ser necessários o suporte de oxigênio e antivirais específicos.

Juan afirma que a vacina contra a gripe protege o paciente, e é recomendável, porque, apesar da menor mortalidade observada quando em comparação com a Covid-19, não se pode ignorar que há formas graves da gripe. E pontua:

– Em casos de falta de ar, febre refratária ao uso de medicações, desidratações graves ou quadros de muito acometimento pulmonar ou o quadro não aparentar melhora espontânea, vale uma avaliação médica.

Locais de vacinação:

  • Policlínicas:

Policlínica Sérgio Arouca, Vital Brazil; Policlínica do Barreto; Policlínica Regional de Itaipu; Policlínica Regional Carlos Antônio da Silva, São Lourenço; Policlínica Regional do Fonseca; Policlínica Regional de Piratininga; Policlínica Regional do Largo da Batalha e Policlínica Regional da Engenhoca.

  • Unidades Básicas de Saúde (UBS): Morro do Estado, Santa Bárbara, Engenhoca.
  • Programa Médico de Família (PMF) por regionais:

Região Oceânica – Cafubá I, Cafubá II, Cafubá III, Engenho do Mato, Maravista e Várzea das Moças.

Praias da Baía – Alarico, Jurujuba, Martins Torres, Preventório I, Preventório II, Souza Soares,Viradouro, Palácio, Ponta D’areia, Vital Brazil.

Norte 1 – Caramujo, Jonathas Botelho, Morro do Céu, Teixeira de Freitas, Viçoso Jardim e Boavista.

Norte 2 – Baldeador, Coronel Leôncio, Ilha da Conceição Leopoldina, Maruí, Marítimos, Nova Brasília, Vila Ipiranga.

Pendotiba – Atalaia, Badu, Cantagalo, Grota I, Grota II, Ititioca, Maceió, Matapaca e Sapê.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email