Niterói por niterói

Publicado

Efetividade da Coronavac chega a 99% ‘na vida real’, aponta estudo

Pesquisa feita com vacinação em massa dos moradores de Serrana, em SP, mostram resultados positivos da vacina fora dos laboratórios
Coronavac tem alta efetividade. Foto- Prefeitura de Niterói
Coronavac tem alta efetividade. Foto: Prefeitura de Niterói

A efetividade da Coronavac, que é o resultado da vacinação na vida real – fora dos laboratórios -, traz resultados animadores, como revela o estudo do Instituto Butantan em Serrana, no interior de São Paulo. Três meses após a vacina, 99% dos moradores da cidade mostraram ter desenvolvido anticorpos para se defender da infecção por Covid, a chamada soroconversão.

Estes são os primeiros números da pesquisa do Butantan na cidade em que foi realizado o Projeto S, que imunizou toda a população acima de 18 anos em fevereiro, por meio de um mutirão de vacinação. A notícia é muito positiva para uma parcela grande da população, que até maio teve a Coronavac como principal imunizante contra a Covid. Em Niterói, o imunizante foi protagonista nos primeiros meses da campanha, quando foram vacinados idosos e profissionais da Saúde.

O indicador foi superior aos resultados dos ensaios clínicos das fases 1 e 2 da Coronavac, que mostraram soroconversão em torno de 97% e 98%, respectivamente, dependendo da dose. Segundo o instituto, além de comprovar, mais uma vez, a durabilidade da proteção gerada pela vacina, a pesquisa tem o diferencial de analisar os anticorpos e a imunidade celular no mundo real, o que, até o momento, na literatura científica, sempre foi feito apenas em laboratório.

Os números preliminares têm como base a primeira etapa da avaliação sorológica, em julho e agosto, quando foram coletadas amostras de 3.903 voluntários de Serrana. A segunda etapa da avaliação sorológica está em andamento.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email