Niterói por niterói

Publicado

Efeito Carnaval não deixa Covid cair mais; coronavírus ainda circula no Rio

Por Redação
| aseguirniteroi@gmail.com
Número de novos casos depois do feriadão interrompeu queda da doença
carnaval
O Secretário Estadual de Saúde, Alexandre Chiepe, que recomendou a suspensão do uso de máscaras

Os efeitos do feriadão do carnaval, mesmo sem blocos e desfiles de escolas, continuam a aparecer no painel da Covid da Secretaria  de Saúde do Estado do Rio de Janeiro: na última semana,  a testagem apontou mais 22.288 novos casos da doença. Um número próximo do que foi registrado na semana anterior, quando apareceram os primeiros impactos das aglomerações do Carnaval, com a notificação de 25.068 casos,  revertendo a tendência de queda iniciada em fevereiro e que havia derrubado os registros para 17.465 casos, no início de março.

O número é bem menor que o pico da ômicron, em janeiro, quando foram confirmados 163.355 casos, o maior de toda a pandemia, por conta das altas taxas de contágio da variante. Mas ainda representa uma forte incidência da doença; ou seja, a continuada circulação do coronavírus. Para que se tenha uma idéia, em dois anos de pandemia, no Brasil, em poucos momentos os registros ficaram acima deste marco. A boa notícia é que, com as altas taxas de vacinação exibidas no estado, a ocupação dos hospitais permanece baixa.

Sem máscaras

A redução do número de casos antes do carnaval fez o Governo do Estado recomendar o fim da exigência do uso de máscaras. No Rio, não é mais preciso usar a proteção em áreas externas ou em locais fechados. Em Niterói, a Prefeitura foi mais cautelosa, liberou a circulação nas áreas abertas, mas manteve a exigência de máscaras nos locais fechados. A inversão da tendência de queda, registrada no Rio desde a semana passada, também atingiu Niterói na última semana. O número de novos casos chegou a 420 casos, depois de ter sido reduzido a 415 casos na semana anterior.

COMPARTILHE